Campo Grande, 19 de setembro
32º C
(67) 99229-0519

Combustíveis devem passar por novas altas, diz economista

Somente neste ano a gasolina subiu 13,4%, enquanto o diesel teve o primeiro reajuste de 2021

Por Isabelly Melo
27/01/2021 • 13h21
Compartilhar

Após diversos reajustes nas últimas semanas, a Petrobras anunciou reajuste de 5% na gasolina e de 4,4% no diesel. De acordo com a estatal, os novos valores passam a vigorar a partir desta quarta-feira (27), nas refinarias da empresa. Somente neste ano a gasolina já subiu 13,4%, enquanto o diesel teve o primeiro reajuste de 2021.

Para tratar dos impactos da série de reajustes pela estatal, a CBN Campo Grande conversou ao vivo nesta manhã com a economista da Fecomércio de Mato Grosso do Sul, Daniela Dias. Segundo a economista o peso do combustível no orçamento familiar chega a 7%, e pode ser agravado nos próximos dias.

Isso porque novos reajustes são esperados para o setor, que é altamente influenciado pela desvalorização do real sobre o dólar, em mais de 20%. Além disso, segundo Daniela a demora no início da vacinação no Brasil, juntamente com o cenário interno instável colaboram para o desgaste do real, que precisa de uma reação para diminuir o índice inflacionário. Confira a entrevista completa:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande

VEJA MAIS