RÁDIOS
Campo Grande, 22 de maio

Corumbá sofre apagão de energia e internet após incêndios florestais na região

Conexões ficaram interrompidas em mais um dia de muito calor e fogo intenso no Pantanal

Por Rodolfo César
16/11/2023 • 16h30
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

O município de Corumbá sofreu um apagão com a falta de internet e energia nesta quinta-feira (16) por conta do fogo no Pantanal. O fato foi registrado após os incêndios florestais aumentarem na região (Leia nota da empresa concessionária do servço ao final da reportagem).

A ocorrência de fogo mais próxima da cidade ocorre na região do Passo do Lontra, entre os municípios de Corumbá e Miranda. Esse registro ficou mais intenso na noite de terça-feira (14) e prossegue até esta quinta-feira.

Entre 1º de janeiro até 15 de novembro, foram registrados 4.593 focos, sendo 2.949 em Mato Grosso e 1.664 em Mato Grosso do Sul. O município de Corumbá é onde concentra-se grande parte desses focos. Na lista dos 10 municípios com mais focos nas últimas 48h no Brasil, três deles estão no Pantanal: Corumbá. 151 focos; Poconé (MT), com 118; e Miranda, 62 focos. Dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). 

Os Bombeiros de Mato Grosso do Sul confirmaram que nos últimos dias houve um aumento expressivo nos números de focos de calor no estado de Mato Grosso do Sul, por isso mesmo houve o decreto, nesta semana, de situação de emergência em cinco municípios da região do Pantanal sul-mato-grossense, sendo eles Corumbá, Ladário, Miranda, Aquidauana e Porto Murtinho.

CBN: BANNER KAMPAI 03 14.05 A 31.05.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No final do mês de novembro na região é comum que haja precipitações de chuvas consideráveis, porém esse ano ainda não houve chuva e as temperaturas na região do Pantanal chegam a 46° C e ventos que ultrapassam os 50 km/h, tornando o combate direto aos incêndios florestais um desafio ainda maior para os brigadistas.

No início da semana houve uma reunião com órgãos do Governo Estadual para traçar estratégias para o combate a grandes incêndios florestais que atingem o estado como acionamento de mais militares, compra de equipamentos, acionamento de aeronaves para apoio logístico e também aeronaves especificas de combate a incêndios florestais.

No momento o CBMMS atua em três incêndios florestais de grandes proporções no Pantanal, um deles na região norte, conhecida como Pantanal do Paiaguás, próximo da divisa com o Mato Grosso. Nesse local, são 14 militares atuando diretamente no combate às chamas.

O segundo grande incêndio está localizado na região chamada Passo do Lontra. Há uma aeronave de combate a incêndios (Air Tractor) e 15 bombeiros militares especialistas em combate a incêndios florestais.

O terceiro grande incêndio atinge uma extensa área na região do pantanal do Rio Negro, onde trabalham 33 bombeiros militares, juntamente com uma aeronave Air Tractor, apenas nessa região já foram queimados mais de 85 mil hectares. 

Os Bombeiros divulgaram que na região do Rio Negro, devido às condições climáticas extremas, está sendo realizado o combate direto e também indireto das chamas, com a criação de aceiros - faixas de terra onde é feita a retirada do material vegetal para impedir a continuidade do incêndio - e também a técnica de usar o fogo-contra-fogo com o intuito de suprimir a vegetação que seria queimada, acabando com o combustível necessário para a continuidade do incêndio florestal.

NOTA DA ENERGISA

"A Energisa informa que devido ocorrência no sistema de transmissão da região de Corumbá, foi registrada interrupção de energia no município de Corumbá e Ladário nesta quinta-feira (16/11), entre 11h19 e 11h32. A Energisa, que é distribuidora de energia elétrica, entrou em contato com a empresa responsável pela transmissão e ONS (Operador Nacional do Sistema), que relacionaram a ocorrência ao fato das queimadas na região, que impactam nos circuitos elétricos de diversas formas, desde oscilações até interrupções de energia."

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande