RÁDIOS
Campo Grande, 22 de julho

Irregularidades rendem R$ 606 mil em multas para supermercados da Capital

Março foi o mês com o maior número de autuações. Gravidade das ocorrências preocupa Procon

Por Marcus Moura/CBN
16/11/2021 • 10h00
Compartilhar

Irregularidades na relação de consumo fizeram o Procon/MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) aplicar R$ 606 mil em multas à supermercados, atacadistas, hipermercados e mercearias da Capital neste ano, entre janeiro e outubro.

Segundo dados do levantamento produzido pelo órgão, todos os meses registraram ocorrências. O mês de abril se destaca com 16 ocorrências, seguido de março com 15 e janeiro com 14 casos. O menor registro ocorreu em agosto com apenas dois casos.

Ainda de acordo com o Procon, a gravidade das infrações preocupa. Em maio, por exemplo, foram apenas 9 notificações. Entretanto, as penalizações renderem o montante de R$ 114 mil em Uferms (Unidades Fiscais Estaduais de Referência de MS). Na comparação com os outros meses, como abril, período no qual as multas somam R$ 96 mil, maio se destaca.

No rol de estabelecimentos, os que mais apareceram nos registros mensais foram a rede de supermercados Pires, o Hipermercado Extra e o Carrefour. Entretanto, dezenas de unidades comerciais menores também fazem parte da lista de locais onde foram flagradas irregularidades após o Procon estadual receber denúncias de consumidores.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande