RÁDIOS
Três Lagoas, 20 de maio

Acusado de homicídio em 2021 é condenado a 16 anos

Valteir teria matado castilhense após flagrar vítima com ex-mulher

Por Alfredo Neto
15/05/2024 • 19h24
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Foi levado à Júri Popular, nesta quarta-feira (15),  Valteir Pessoa Sales (24), acusado de matar à facadas, Lucas de Souza Pereira, após flagrar a vítima na casa de sua ex-mulher, na rua Domingos Rimoli, bairro São Jorge, em Três Lagoas (MS). O crime ocorreu em 19 de junho de 2021.

Valteir  que está preso atualmente, acompanhou o julgamento por vídeo conferência e durante sua fala, negou que o crime teria sido cometido por ciúmes.  Alegou  que teria tentado se defender de Lucas, que teria partido para cima dele com uma faca, na noite do crime. Durante luta corporal, ele teria tomado a faca de Lucas e desferido entre duas e três facadas em Lucas.

Na época, vizinhos da residência onde ocorreu o crime, prestaram socorro e levaram Lucas até o Hospital Auxiliadora onde chegou com vida, mas não resistiu e morreu logo em seguida. Lucas era morador de Castilho SP, e teria vindo até Três Lagoas (MS) para encontrar a ex-mulher do autor, com quem vinha mantendo contatos pela Internet. 

JPNEWS: BANNER FESTIVAL BEER EM BLUES 14/05 A 23/05/2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a acusação da Polícia Civil, Valteir que morava próximo ao local, teria ido na residência de sua ex-mulher, segundo ele, levar mantimentos e dinheiro para auxiliar na alimentação de sua filha. Ocasião em que teria presenciado a ex-mulher com Lucas e entrado em luta corporal, esfaqueado a vítima e fugindo lem seguida.

Após o crime e Lucas ser socorrido por vizinhos, a moradora da casa também deixou o local. Após 3 anos aguardando por justiça, familiares de Lucas de Souza Pereira, puderam assistir o julgamento do algoz que teria ceifado a vida do jovem castilhense, por ciúmes.

Durante o julgamento Valteir teria confessado o crime e após embate entre Ministério Público e defesa, o caso foi submetido ao júri, que considerou Valteir culpado, pelas acusações de homicídio qualificado e por motivo fútil e ameaça. 

O juiz presidente da 1ª Vara Criminal de Justiça, fixou a pena em 16 anos e cinco meses de reclusão com cumprimento inicial em regime fechado.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas