RÁDIOS
Três Lagoas, 15 de julho

MDB oficializa pré-candidatura de Simone Tebet à Presidência da República

Simone disse que aceitou o convite justamente porque sentiu o clamor da militância do MDB

Por Ana Cristina Santos
08/12/2021 • 11h39
Compartilhar

Com o slogan  "Uma nova esperança para o Brasil”, a Executiva Nacional do MDB lançou nesta quarta-feira (8) o nome de Simone Tebet como pré-candidata à Presidência da República. O anúncio foi feito durante evento em Brasília, na presença de diversas lideranças do MDB e também dos presidentes do PSDB, Bruno Araújo, e do União Brasil, Luciano Bivar.

O nome de Simone Tebet é colocado como uma candidatura de "terceira via", alternativa às candidaturas de Bolsonaro e Lula.

A candidatura da Simone, segundo o presidente do partido, Baleia Rossi, nasceu por uma vontade da militância, que se identifica muito com ela: uma mulher séria, mãe e professora que sempre foi do MDB.

JPNEWS: BANNER FAMÍLIA É TUDO 14.05 A 23.12.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Simone disse que aceitou o convite justamente porque sentiu o clamor da militância do MDB. Durante o discurso, falou da importância da democracia e de se ter um projeto, um planejamento para o Brasil, coisa que não existe no país atualmente, segundo ela.

A pré- candidata do MDB destacou ainda a importância de um planejamento para se acabar com a fome e o desemprego que assola o país e atinge milhões de brasileiros.

Simone Tebet foi prefeita de Três Lagoas, vice-governadora, deputada estadual e senadora desde 2015. No Senado, foi a primeira mulher a comandar a Comissão de Constituição e Justiça e a primeira também a concorrer à Presidência do Senado. Até agora, é a primeira mulher pré-candidata à Presidência da República em 2022.

Simone disse que está disposta ir até o final com a candidatura à presidência, e que neste momento, não trabalha com a hipótese de ser vice.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas