Três Lagoas, 19 de setembro
32º C
(67) 99229-0519
JPNEWS: CONQUISTA SEGUROS BONIFICAÇÃO CONTRATO 37546

Moradora do residencial Novo Oeste é denunciada por maus-tratos à cadelinha

Poodle é deixado em apartamento fechado, sem comida e em meio a fezes, larvas e carrapatos

Por André Barbosa
04/02/2019 • 18h53
Compartilhar

Duas moradoras do residencial Novo Oeste em Três Lagoas procuraram a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) no domingo (3), para denunciar uma vizinha, por maus-tratos a animal doméstico. As mulheres teriam resgatado um poodle fêmea do apartamento no condomínio Araras que supostamente há dias não recebia alimentação, água ou cuidados por parte dos donos. A cadela de pequeno porte e que mal consegue se manter em pé conforme imagens apresentadas na polícia, teria sido encontrada faminta, com larvas (causadas por moscas), carrapatos e, em meio a fezes.

As denunciantes produziram um vídeo e fizeram fotos no suposto local, que fica na rua Angico.

O material produzido foi enviado a Depac após a denúncia, por volta das 15h. Neste, é possível ver o abandono e o estado do animal com visível fraqueza nas patas, magro e abatido. As vizinhas informaram à polícia, que abriram o cadeado do imóvel e socorreram a cadelinha com água e ração. Elas acionaram o grupo Protetora dos Animais e informaram que o cão estava “quase morrendo”.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, a dona do animal estaria na casa da mãe, supostamente doente. Antes das Protetoras chegarem ao imóvel, o ex-marido da proprietária teria chegado irritado e colocado a cadela em um carro e partido em seguida. "A cachorrinha bebeu o pote de sorvete com água, inteiro. Ficamos muito chocadas com a cena. Não dá para saber há quantos dias ela estava assim", disse uma das vizinhas.

O crime está sendo investigado pela 3ª Delegacia de Polícia como prática de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais domésticos ou silvestres.

Veja a matéria

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS