RÁDIOS

OBSERVATÓRIO

Três Lagoas, 25 de fevereiro

Cenário político em Três Lagoas será quente em 2024

Leia a coluna Observatório, do Jornal do Povo, deste sábado (12)

Por Redação JPNews
13/01/2024 • 06h32
Compartilhar

2024 nem bem começou e o cenário político já começa a esquentar para as eleições de outubro deste ano. Nos bastidores políticos, há quem diga que tem muita coisa para acontecer, e aqueles que apostavam em suas candidaturas, podem se decepcionar com correligionários, que estão definindo novas estratégias e apostando em outros nomes. Vamos aguardar, pois o ano promete ser para lá de quente também no cenário político de Três Lagoas.

Única

A senadora Soraya Thronicke (Podemos-MS) foi a única parlamentar de Mato Grosso do Sul presente no evento Democracia Inabalada, realizado nesta semana em Brasília, em alusão aos atos antidemocráticos de 8 de janeiro de 2022. 

8 de janeiro

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, destacou que “Um ano atrás, a barbárie deixou um rastro de destruição. Ato seguinte, a democracia atravessou, de braços dados, a Praça dos Três Poderes. Vencemos a barbárie, sim. Não podemos permitir que ela retorne. O preço da civilização é a eterna vigilância”, declarou a ministra.

Licitação

Apenas uma empresa apresentou proposta para a construção de deck de madeira na Lagoa Maior. A empresa interessada não atendeu os requisitos técnicos do processo licitatório e foi desclassificada. E, por isso, será aberta uma nova licitação para a construção de uma passarela adentrando sobre as águas na Lagoa Maior, um dos principais cartões-postais da cidade.

Exoneração

O diretor municipal de cultura, Eriksen Presley, foi exonerado do cargo nesta semana. O motivo da exoneração não foi divulgado, e nem quem assumirá o comando da Diretoria de Cultura.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas Observatório