RÁDIOS
Três Lagoas, 19 de junho

Polícia Militar prende homem por tráfico de drogas em bar no Vila Haro

Venda de crack foi frustrada com a chegada do Getam

Por Alfredo Neto
19/11/2023 • 20h00
Compartilhar

A Polícia Militar, por meio do Grupo Especial Tático de Motos (Getam), efetuou a prisão de um homem, de 29 anos, por tráfico de drogas, bem como a prisão de uma mulher, de 39 anos, por posse de entorpecentes para consumo pessoal, durante patrulhamento na noite deste sábado (18), no bairro Vila Haro, em Três Lagoas.

Às 22h de sábado, a equipe do Getam realizava rondas nas imediações dos bairros São Carlos, Vila Haro e Guanabara. Ao passar próximo a um bar na avenida Clodoaldo Garcia, onde frequentemente ocorrem detenções de suspeitos por tráfico de drogas, os policiais observaram um homem entregando algo a uma mulher e descartando algo no chão, aparentemente em resposta à aproximação das motos do Getam.

Durante a revista pessoal, os policiais encontraram, próximo a um dos suspeitos, um embrulho contendo três porções de crack, totalizando 0,9 gramas. Na bolsa da mulher, foi localizada uma porção de crack, pesando 0,3 gramas. Questionado sobre a droga no chão, o suspeito admitiu ser o proprietário do entorpecente.

Indagada sobre a pedra de crack em sua posse, a mulher confessou ser usuária de drogas e afirmou estar adquirindo crack do homem. Segundo o relato da mulher, ao perceber a abordagem, o suspeito teria jogado o crack em sua bolsa, totalizando 11 gramas da substância.

Segundo relatos dos militares, o suspeito confirmou a história da mulher e acabou sendo detido pelo crime de tráfico de drogas. Já a usuária de drogas foi conduzida à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde foi autuada por posse de entorpecentes para consumo pessoal e posteriormente liberada.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas