RÁDIOS
Três Lagoas, 14 de abril

Previdência Social busca diminuir filas para perícia médica em Três Lagoas

Virtualização de serviços têm ajudado a diminuir as filas em processos de perícia dos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Por Any Galvão
27/03/2024 • 15h15
Compartilhar

Atualmente, a Previdência Social de Três Lagoas conta com dois peritos que realizam, aproximadamente, 15 perícias por dia. A implementação da virtualização de serviços tem se mostrado eficaz na redução das filas nos processos de perícia médica dos beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A gerente da Previdência Social, Rosane Ballerini, destaca que o principal desafio era o longo tempo de espera nas filas para realizar as perícias médicas, que podiam chegar a até 90 dias. Essa situação não era exclusiva do município, mas sim uma realidade em todo o território nacional. No ano anterior, foi implementado um método de avaliação de atestados médicos. Atualmente, quando uma pessoa solicita um benefício por incapacidade, tem a opção de submeter o atestado médico para análise, em vez de agendar a perícia presencial. Essa medida tem sido bastante eficaz, resultando na redução do tempo de espera da fila para cerca de 20 dias.

O atestado médico deve conter informações como o nome do profissional, nome completo da pessoa, diagnóstico da doença, tempo provável de afastamento e data de início da incapacidade. Dessa forma, o médico pode avaliar o atestado sem a necessidade da presença física do segurado.

JPNEWS: BANNER RCN NOTICIAS PATROCINADO ATUALIZADO 27.03.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ballerini ressalta que as filas de espera estão sendo mantidas em níveis baixos, já que todos os atendimentos são agendados, seja por meio do aplicativo Meu INSS ou da central de atendimento 135. O tempo médio entre o agendamento e o atendimento está em torno de três dias.

Confira a reportagem abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas