RÁDIOS
Três Lagoas, 22 de maio

Professora é afastada por suspeita de maltratar crianças de 2 anos em CEI de Três Lagoas

Ela é suspeita de praticar crime de injúria racial e maus-tratos físicos, segundo a denúncia

Por Alfredo Neto
11/04/2024 • 10h49
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Um boletim de ocorrência envolvendo maus-tratos, injúria e racismo foi registrado, nessa quarta-feira (10), na 2ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro Vila Piloto, em Três Lagoas. A diretoria do Centro Educacional Infantil (CEI) “Jaci Cambuí”, no bairro Vila Piloto, teria apresentado atas que registravam reclamações sobre comportamento inadequado de uma professora da unidade, de 50 anos, contra alunos e que não condizia com as diretrizes do ambiente educacional infantil.

Conforme as reclamações, a professora teria praticado maus-tratos, proferido ofensas e discriminado supostamente, pelo menos, três crianças, sendo dois meninos e uma menina. Todos com dois anos de idade. Na ficha dela, constava que, durante as atividades em sala de aula, teria dito a um aluno que a mãe dela não a buscaria gerando pânico na mesma.

Em outro episódio, a professora teria, de forma pejorativa, dito a um menino de dois anos que o pai dele seria "pretinho". A uma menina da mesma idade, a professora teria se referido a ela como a pessoa mais bonita da família por ser a única de cor branca. Além disso, colaboradores do local relataram ter presenciado a mulher levantar uma criança pelos braços e sacudi-la no ar e outra ser mantida atrás de uma lousa, no canto da sala, simulando um cercado, como forma de punição.

JPNEWS: BANNER FESTIVAL BEER EM BLUES 14/05 A 23/05/2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O caso foi registrado na delegacia como maus-tratos, injúria racial e levado ao conhecimento do Conselho Tutelar, que irá acompanhar o caso.

A assessoria de comunicação da prefeitura confirmou o ocorrido e informou que, ao tomar conhecimento dos fatos, a professora foi imediatamente afastada. Também foi aberta uma sindicância para apurar todos os acontecimentos. Segue a nota da assessoria:

"A Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) tomou conhecimento do caso através da própria direção da Unidade Escolar e, com a denúncia (B.O) em mãos, abrirá, ainda hoje, um Processo Administrativo (PAD) para investigar, internamente, os fatos. A pasta ressalta que repudia todo e qualquer ato de discriminação e tomará as medidas necessárias de acordo com o resultado da investigação".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas