RÁDIOS
Três Lagoas, 13 de julho

SIG identifica suspeitos de tentativa de homicídio no bairro Guanabara

Motivação seria "suposto" furto praticado pela vítima, em Três Lagoas

Por Alfredo Neto
21/06/2024 • 16h17
Compartilhar

O Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil, conseguiu elucidar e autuar nesta quarta-feira (19), os responsáveis pelo crime de sequestro, tortura e tentativa de homicídio em que deixou José Leandro Pinto Romão dos Santos (Galego), gravemente ferido na última terça-feira (18), na rua Manoel Antônio Jeremias, bairro Guanabara, Três Lagoas (MS).


Após acionados para investigar o registro policial, feito pela Polícia Militar, que atendeu a ocorrência onde José Leandro teria sido deixado em um terror baldio após ser torturado e esfaqueado. Os investigadores do SIG, conseguiram imagens que auxiliaram na identificação dos suspeitos de sequestrar José Leandro (Galego), em um bar na avenida Clodoaldo Garcia, próximo ao Crase (Coração de Mãe).


A Polícia Civil teria conseguido identificar três carros usado no sequestro de Galego, onde um Toyota Corola, um VW Gol e um Fiat Uno, teriam chegado no bar e os ocupantes descido e abordado a vítima. Posteriormente a vítima foi colocada em um dos carros e levado do local. 

JPNEWS: BANNER  CASA DOS SONHOS CONTR. 28807 01.02 A 31.10.2024 ATUAL. 05.04.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Duas dessas pessoas teriam sido identificadas e a Polícia Civil teria ido até o endereço dos suspeitos, na residência de um homem os policiais foram informados que o suspeito, teria feito uma “viajem” as presas, horas após o ocorrido, deixando um parente cuidando do imóvel. Já uma suspeita de 38 anos, foi localizada e levada até a Delegacia do Setor de Investigações Gerais, onde foi indagada sobre o crime.


Para os investigadores a suspeita confessou que após ter sido vítima de um suposto furto, cometido por Galego, teria na companhia de outras pessoas, capturado a vítima, José Leandro Pinto Romão dos Santos, para darem um corretivo na vítima que seria usuária de drogas e segundo a versão da suspeita, teria praticado vários furtos na casa dela em outras residências próximas. 


Ainda em depoimento a suspeita disse, que a intenção, era dar um susto em Galego, e que outras pessoas teriam participado do sequestro e tortura da vítima. Segundo a suspeita, durante a sessão de tortura, outras pessoas teriam chegado ao local e levado a vítima no carro, não sabendo para onde e o desfecho, mas que em nenhum momento em que esteve participando da sessão de tortura a José Leandro, a vítima não teria sido esfaqueada e ninguém portava facas no momento que José Leandro Pinto Romão dos Santos, teria sido levado.


A suspeita foi autuada em flagrante por homicídio na forma tentada, sequestro, tortura e vai acompanhar ao inquérito policial presa. Já os outros dois suspeitos foram devidamente identificados e segundo a Polícia Civil, ainda serão ouvidos e o inquérito policial segue em aberto e novas ações poderão ocorrer. 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas