RÁDIOS
Três Lagoas, 16 de junho

Sujeira em bueiros causa transtornos em Três Lagoas

Descarte irregular de lixo tem se tornado um grande problema no município

Por Any Galvão
22/05/2024 • 13h53
Compartilhar

O descarte irregular de lixo nos bueiros de Três Lagoas tem se tornado um grande problema, causando alagamentos, transtornos e prejuízos à população. A cidade conta com cerca de três mil bueiros e, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), a quantidade de resíduos encontrados é tão grande que tem a capacidade de encher quatro caminhões caçamba por dia.

Entre os principais tipos de lixo que entopem os bueiros estão garrafas pet, pedaços de madeira, embalagens e folhas, que se acumulam principalmente no outono.

A dona de casa Maria Célia é moradora do bairro Jardim Alvorada. Ela conta que frequentemente a região sofre com alagamentos devido aos bueiros entupidos. “Tem a lixeira próxima, mas quando venta ou chove, toda a sujeira e areia cai dentro do bueiro. Quando chove, a gente fica no prejuízo, pois as ruas ficam completamente alagadas e, consequentemente, a água também entra dentro de casa. Eu já perdi muita coisa por causa disso, vários móveis, minha máquina de lavar roupa estragou, meu freezer, jogo de sofá, colchão, tivemos que jogar tudo fora”.

JPNEWS: BANNER  CASA DOS SONHOS CONTR. 28807 01.02 A 31.10.2024 ATUAL. 05.04.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Seintra relata que, atualmente, conta com quatro servidores para atender a demanda de limpeza de três mil bueiros na cidade. O secretário Osmar Dias pede a colaboração dos moradores. “A população varre a sujeira e joga para dentro dos bueiros. Tudo acaba caindo lá dentro e isso está causando entupimento. Quando vem uma chuva, a drenagem não é eficiente devido esta situação. Estabelecimento noturnos, ao fim das atividades, tem jogado lixo dentro dos bueiros. Já encontramos palitos de espetinho, garrafa de refrigerante e vidro quebrado. Nós pedimos a colaboração da população”.

Além dos alagamentos em residências, a situação gera mais gastos com obras e serviços de desobstrução, impactando também o trânsito em determinados casos. O problema não se restringe aos bueiros, atingindo também terrenos baldios, espaços públicos e até cartões postais como a Lagoa Maior, prejudicando a população, os animais e a vegetação local. Apesar das multas que podem ser aplicadas nesta situação, é difícil identificar os responsáveis, que incluem moradores e até servidores públicos.

Veja a reportagem abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas