MS

Iagro e IFMS fecham parceria para realização de pós-graduação

Assinatura aconteceu na sede do IFMS, em Campo Grande

Por Redação
20/12/2018 • 11h00
Compartilhar

A Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) oficializou na nessa quarta-feira (19) uma parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) para realização de um curso de pós-graduação latu sensu em Educação Sanitária e Comunicação em Agropecuária, específico para servidores da Agência.

A assinatura aconteceu na sede do IFMS, em Campo Grande, na presença do reitor Luiz Simão Stacszcazak; membros de sua equipe; do secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Ricardo Senna; do diretor-presidente da Iagro, Luciano Chiochetta; e da chefe da Divisão de Educação Sanitária da Iagro, Terezinha Cléa Signorini Feldens.

A ideia é oferecer qualificação a pelo menos 90 técnicos, visando o alinhamento com as atividades propostas pelo Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (Pnefa), que prevê a retirada da vacinação conta a febre aftosa até 2023 e mudanças no sistema de trabalho das equipes. Além disso, as atividades propostas também buscarão aperfeiçoar a qualidade dos serviços já prestados quando das visitas, encontros com produtores e trabalhos de campo e palestras, e das ações paralelas como as entrevistas para emissoras de TV e rádio e apresentações.

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul comemora este mês, dez anos de sua instalação no Estado, contando com o trabalho de 1,2 mil docentes e técnicos-administrativos em cinco polos espalhados pelo MS. O plano de trabalho será elaborado de forma conjunta. As aulas e atividades propostas para o curso poderão acontecer tanto na estrutura do Instituto como na da Iagro. (Com informações da Semagro)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de MS

VEJA MAIS