RÁDIOS
Campo Grande, 20 de maio

Caverna em Figueirão pode ser potencial sítio paleontológico na região Norte de MS

Pesquisadores da UFMS e da UFRJ estão fazendo os levantamentos necessários nos locais indicados

Por Victor Currales
03/05/2022 • 11h22
Compartilhar

Uma caverna localizada na fazenda Cabeceira Alta, na zona rural de Figueirão, região norte de Mato Grosso do Sul, pode ser um potencial sítio paleontológico. Ciência que estuda os seres vivos que viveram em um passado remoto da Terra, a paleontologia se baseia em alguns vestígios preliminares da caverna em Figueirão, que pode ter abrigado animais pré-históricos.

Ainda é uma hipótese, mas na semana passada Figueirão recebeu a visita da professora doutora Edna Maria Facincani, coordenadora do laboratório de Geologia e Paleontologia da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), do professor doutor em Paleontologia do Departamento de Geologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Fábio Henrique Cortes Fria, e de acadêmicas do curso de Ciências Biológicas.

A equipe visitou a região com o objetivo de fazer um levantamento em campo para averiguar a possível existência do sítio no local. Tudo começou quando o prefeito de Figueirão, Juvenal Barbosa, teria encontrado há algum tempo possíveis fósseis que seriam de um animal pré-histórico e isso despertou a curiosidade de várias instituições.

Durante a visita, o morador e guia local Fernando Fernandes mostrou a caverna aos visitantes, que analisaram com cuidado o local e as possíveis evidências. O prefeito aproveitou a oportunidade para entregar aos professores algumas peças para serem encaminhadas a UFRJ, onde serão analisadas e deverão retornar a cidade para uma futura exposição.

A região norte do Estado possui uma grande quantidade de sítios arqueológicos e paleontológicos, inclusive a maioria deles ainda não foram catalogados ou investigados por se encontrarem em propriedades rurais particulares. A descoberta de mais locais como este pode contribuir significativamente para o crescimento do turismo da região.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande