RÁDIOS
Campo Grande, 19 de abril

Professores são desrespeitados pelo Instituto Avalia

Após aplicar provas com erros crassos de português, empresa mostrou ser incapaz até de avaliar recursos

Por Edir Viégas, colunista CBN-CG
29/02/2024 • 11h30
Compartilhar

Após aplicar provas com diversas questões contendo erros crassos de português, o Instituto Avalia, do Paraná, agora demonstra falta de capacidade técnica até para avaliar os recursos apresentados por professores que participaram do concurso para a prefeitura de Campo Grande.

Ao divulgar os resultados dos recursos, a comissão encarregada de avaliar os questionamentos dos professores se manifestou com grosseria, de forma bastante desrespeitosa. Por conta disso, o sindicato dos professores de Campo Grande cobrou providências por parte da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

Após diversas reuniões, ficou ajustado que todos os recursos indeferidos pelo Instituto Avalia serão novamente analisados pelo município, a quem cabe dar a palavra final sobre a anulação ou não de questões, conforme estabelece o edital do concurso.

CBN: BANNER 01 KAMPAI 11.04 A 30.04.2024 DIAS ÍMPARES
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para organizar o certame a aplicar as provas, o Instituto Avalia recebeu mais de R$ 1 milhão da prefeitura. O valor da inscrição foi de R$ 95 e foi pago pela maioria dos mais de 20 mil inscritos, com exceção apenas dos que obtiveram a isenção do pagamento.
Termos como conselho, grafado na prova com a letra “C” e epistemologia, grafado com apenas uma letra “i” (Epstemologia) foram alguns dos erros constatados, dentre vários outros.

Confira na íntegra:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande