RÁDIOS
Campo Grande, 26 de junho

PSB tem "cabeças" em caminhos distintos apoiando Eduardo Riedel e Marquinhos

Enquanto presidente regional se mostra mais próximo de governistas no momento, líder da municipal prefere ex-prefeito

Por Nyelder Rodrigues
22/04/2022 • 12h21
Compartilhar

O PSB assumiu um improvável protagonismo no noticiário ao se ver em meio a uma disputa entre dois dos principais pré-candidatos ao Governo do Estado: o tucano Eduardo Riedel, que quer manter o PSDB no poder em Mato Grosso do Sul, e o ex-prefeito campo-grandense Marquinhos Trad (PSD), que renunciou ao Executivo municipal para a disputa.

Desde o anúncio - que se mostrou precipitado - de Marquinhos apontando que Ricardo Ayache, presidente regional dos socialistas, seria seu vice na disputa pelo governo, holofotes se voltaram ao partido. Também presidente da Cassems, Ayache tem intimidade com os governistas e acabou flertando com ao menos outras duas possibilidades.

Uma delas é a mais próxima no momento: ficar na base de Eduardo Riedel, onde até como vice do ex-secretário de Infraestrutura de Reinaldo Azambuja chegou a ser cogitado, conforme apurado pela reportagem da CBN Campo Grande. Contudo, essa última possibilidade ainda está distante de ser fechada pelo PSDB, que segue firmando parcerias.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER FORUM CBN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A segunda foi um convite do PT para ele se lançar como pré-candidato ao Governo do Estado em chapa onde encabeçaria o projeto de uma frente que esquerda em Mato Grosso do Sul. Assim, seria Ayache a peça principal, ao menos ao público, do palanque regional de Lula. 

Mesmo com uma negativa em primeiro momento, os petistas não desistiram da ideia, situação que, ao que parece, já não é a mesma de Marquinhos Trad. Após pedir até para a mulher de Ayache ajudá-lo a convencer a aceitar o convite, o ex-prefeito já se volta para outras possibilidades. O ex-senador Delcídio do Amaral, líder do PTB, é um dos que o ajudam nessa misão.

LEALDADE EM PAUTA

Já no diretório municipal, o caminho seguido é diferente. Liderados pelo presidente da Câmara Municipal, o vereador Carlão, os membros desse grupo tem clara predileção por Marquinhos Trad. Recentemente, o próprio Carlão falou sobre isso com a equipe da CBN Campo Grande.

"Sou um cara de partido e caminho com ele. Mas o partido precisa conversar comigo, me chamar para tomar essas decisões em conjunto. Eu trabalhei lá no início com o velho Nelson Trad, e tenho muito respeito a essa família e sou leal. Minha escolha é por seguir com o Marquinhos, se não eu seria desonesto comigo mesmo", frisou o vereador.

Carlão foi um dos presentes no início de março no encontro regional do PSB que oficializou o atual comando da sigla em Mato Grosso do Sul. A comissão, antes provisória, foi constituída em definitiva naquele evento, tendo Ayache como principal nome.
 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande