RÁDIOS
Três Lagoas, 21 de maio

Consumo médio de água em Três Lagoas é de 700 mil metros cúbicos/mês

Produção diária dos poços em Três Lagoas é entorno de dois mil metros cúbicos por hora

Por Ana Cristina Santos
22/03/2024 • 09h16
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Em Três Lagoas, a média, por mês, de consumo de água por parte dos clientes da Empresa de Saneamento Básico de Mato Grosso do Sul (Sanesul), é de 700 mil metros cúbicos. O município tem uma produção de água considerada boa, conforme o gerente regional da empresa, Adilson Bahia. 

Em Três Lagoas, a Sanesul tem 31 poços artesianos. Em outros municípios atendidos pela empresa, como Paranaíba, por exemplo, além dos poços artesianos, a água consumida vem da superfície também, diferente de Três Lagoas. “A produção diária dos poços em Três Lagoas é entorno de dois mil metros cúbicos por hora, e temos uma capacidade de exploração de três mil e quatrocentos metros cúbicos por hora. Só utilizamos, entorno de 65% da capacidade de produção. A Sanesul em Três Lagoas tem demanda para suprir um crescimento de atendimento dos clientes. Além disso, temos 11 mil metros cúbicos de reservação, o suficiente para atender a demanda da Sanesul no prazo de 15 a 20 anos”, comentou.

Atualmente, existem cerca de 52 mil ligações de rede de água ativas em Três Lagoas, somadas as não ativas, chegam a 60 mil ligações. Segundo o gerente regional da Sanesul, a qualidade da água em Três Lagoas é muito boa.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER BRILHANTE ATÉ 31.12.24
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em decorrência de interrupções em rede, Adilson ressalta a importância de reservatórios nos imóveis, conforme previsto em lei, para evitar transtornos, já que em alguns casos são necessárias intervenções de urgência.

Confira a reportagem abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas