Três Lagoas, 28 de setembro
30º C
(67) 99229-0519

Estado libera, mas prefeitura restringe algumas atividades

Comitê de Enfrentamento à Covid de Três Lagoas entende que não é o momento de liberar todas atividades

Por Ana Cristina Santos
31/07/2021 • 07h20
Compartilhar

O O governo do Estado autorizou o funcionamento de todas atividades econômicas em Mato Grosso do Sul. Algumas delas estão proibidas desde março de 2020, quando começou a pandemia da Covid-19. O anúncio foi feito nesta semana pelo presidente do Comitê Gestor do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), Eduardo Riedel.
Segundo o secretário, apenas os estabelecimentos com atividades que geram aglomerações terão restrição na ocupação, como bares, casas de eventos, por exemplo. O número de pessoas em cada estabelecimento será definido com base na classificação das cidades por cores de bandeira. 

Eventos, exposições, feiras, rodeios, parque de diversão, casas de shows, por exemplo, podem ser realizados no Estado, com limitação de públicos. Municípios na bandeira vermelha, como é o caso de Três Lagoas, que regrediu nesta semana na classificação do Prosseguir, poderia ter essas atividades funcionando com 50% de lotação máxima da capacidade do estabelecimento.

No entanto, a Prefeitura de Três Lagoas não vai autorizar, neste momento, o retorno de algumas atividades. Segundo o coordenador da Vigilância Sanitária, Christovam Bazan, exposições, festas, shows, parque de diversão, jogos como sinuca, baralho, entre outros, seguem proíbidos.

Após deliberação do Prosseguir, o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 de Três Lagoas se reuniu para discutir as deliberações do Estado, que agora não são mais obrigatórias. Cada município tem autonomia para decidir sobre o funcionamento das atividades.

Em Três Lagoas, o Comitê entendeu que ainda não é o momento de liberar tudo. A maioria dos integrantes entendem que é preciso cautela ainda em relação a pandemia. “O Comitê entende que ainda não é hora de flexibilizar eventos grandes, como os shows, porque apesar de estarmos avançando na vacinação, ainda está devagar. Precisamos aumentar o número de pessoas vacinadas para que possamos autorizar eventos maiores”, destacou Bazan.

Ainda de acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, em Três Lagoas, o toque de recolher vai continuar até às 23h, apesar do município ter regredido para a bandeira vermelha do Prosseguir. Nessa classificação, a sugestão é para que o toque de recolher comece às 21h, mas segundo Bazan, não haverá redução no horário de restrição de pessoas nas ruas. Isso pode ocorrer, conforme adiantou o coordenador, se houver aumento no número de pessoas infectadas com Covid.

Em relação as igrejas, Bazan informou que o funcionamento está atrelado a cor das bandeiras. No caso vermelha, só pode funcionar com 25% da capacidade. Em relação as partidas de futebol, o coordenador disse que estão liberadas, mas com apenas 16 pessoas, sem torcida e sem comemorações ao término.

Festas seguem proibidas em Três Lagoas, inclusive nas residências. Apenas eventos organizados por buffets estão liberados, mas com público máximo de 300 pessoas dependendo da capacidade do estabelecimento. Além disso, medidas de biossegurança precisam ser adotadas.

Nesta semana, a prefeitura autorizou a apresentação de, no máximo, 3 músicos, em bares, sem pista de dança, sendo que os mesmos deverão parar de tocar 1h antes do toque de recolher. Também foi autorizado o aumento dos espaços entre as carteiras dos estudantes das escolas particulares de 1,5m para 1,3 seguindo a atual legislação.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS