RÁDIOS
Três Lagoas, 21 de maio

Hospital Regional será inaugurado em março e vai gerar 800 empregos

HR vai precisar de 800 a 900 colaboradores para funcionar

Por Ana Cristina Santos
22/01/2022 • 12h44
Compartilhar

O Hospital Regional de Três Lagoas será inaugurado em março. O governo do Estado, no entanto, não precisou o dia exato, mas a Secretaria Estadual de Saúde informou que, em breve, espera entregar o Hospital Regional de Três Lagoas, bem como anunciar a empresa que irá administrar a unidade hospitalar. O chamamento está em andamento em fase  de prazo recursal.

Ainda segundo a secretaria, a maioria dos equipamentos já foram adquiridos pelo Estado. A empreiteira responsável pela construção do empreendimento está fazendo os últimos retoques e reparos para entregar a obra ao governo do Estado. 

Tão logo seja definida a Organização Social (OS) que vai administrar o hospital, será assinado o contrato para que a empresa inicie o processo de contratação dos funcionários. O hospital vai precisar de cerca de 800 colaboradores.  

RCN 67 TODAS AS PAGINAS: BANNER RCN EM AÇÃO MUSSAK DE 02.03 A 01.06.2022
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ficou definido que o Hospital Regional será referência na área de pediatria, cardiologia e cirurgia geral. Foi feito um estudo e planejamento da demanda que deve ir para o HR e das que devem continuar com o Hospital Auxiliadora. Assim, as duas unidades hospitalares atenderiam a demanda de Três Lagoas e região. Futuramente, com a construção do terceiro bloco do Hospital Regional, que será autorizado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante a inauguração da estrutura atual, outros serviços serão oferecidos. Tem se discutido sobre a necessidade da instalação de UTI Neonatal. 

O Hospital Regional tem 15,6 mil m² e alas setorizadas. Nessa primeira etapa, serão 130 leitos, mas o projeto total prevê 171 leitos com maternidade, UTI neonatal entre outros serviços.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews