RÁDIOS
Três Lagoas, 22 de maio

ONU reconhece Três Lagoas como uma das 34 cidades do Brasil com gestão de excelência em arborização

O programa busca honrar não apenas a quantidade de árvores em uma localidade, mas também a qualidade de sua gestão ambiental

Por Redação JPNews
17/04/2024 • 18h02
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Três Lagoas recebeu um certificado do programa Trees Cities of the World, uma iniciativa da Arbor Day Foundation e da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO/ONU), que reconheceu a cidade como uma das 34 cidades com a melhor gestão e manejo da arborização urbana do Brasil. O programa busca honrar não apenas a quantidade de árvores em uma localidade, mas também a qualidade de sua gestão ambiental.

O programa Trees Cities of the World reconheceu, ao todo, 200 cidades no mundo, entre elas, apenas 34 cidades Brasileiras em que 2 são do Estado do Mato Grosso do Sul, sendo Três Lagoas e a capital Campo Grande.

André de Figueiredo Vilar, biólogo da Semea, comentou que “o reconhecimento de Três Lagoas não se baseia apenas na quantidade de árvores, mas sim em cinco padrões rigorosos estabelecidos pelo programa.”

TODAS AS PRAÇAS: BANNER BRILHANTE ATÉ 31.12.24
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em primeiro lugar, a cidade deve possuir um departamento dedicado à gestão das árvores, garantindo uma responsabilidade específica e contínua pela conservação e promoção do verde urbano. Nesse sentido, a Secretaria de Meio Ambiente e Agronegócio (Semea) desempenha um papel fundamental na manutenção e expansão das áreas arborizadas da cidade.

Além disso, Três Lagoas se destaca por ter uma legislação específica que regulamenta as práticas relacionadas às árvores urbanas, estabelecendo diretrizes para poda, manejo e conservação, com penalidades para aqueles que não cumprem as normas. Essa abordagem legal demonstra o compromisso da cidade em garantir a sustentabilidade de suas áreas verdes.

Outro requisito importante é a realização de um inventário florestal, tanto quantitativo quanto qualitativo, para fornecer dados precisos sobre a vegetação urbana. Três Lagoas iniciou esse processo com um inventário realizado via satélite, fornecendo uma base sólida para o monitoramento e planejamento futuro das áreas arborizadas.

A alocação de recursos financeiros também é essencial para uma gestão eficaz das árvores urbanas. A cidade determina uma parte significativa de seu orçamento para cuidar do patrimônio verde, garantindo investimentos contínuos na manutenção e expansão das áreas arborizadas.

Por fim, a celebração do Dia da Árvore é uma prática comum em Três Lagoas, refletindo o compromisso da comunidade em valorizar e preservar seu ambiente natural. Anualmente, a Semea promove eventos e atividades para conscientizar os cidadãos sobre a importância das árvores na qualidade de vida urbana.

“O reconhecimento de Três Lagoas como uma das cidades mais arborizadas do mundo é um testemunho do compromisso da comunidade e das autoridades locais com a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável”, afirmou José Mauro De Grandi Júnior, secretário da pasta.

Mauro destacou, no entanto, que esse reconhecimento não é estático; requer esforços contínuos para manter e melhorar os padrões estabelecidos pelo programa Trees Cities of the World. Portanto, Três Lagoas está empenhada em revalidar seu status anualmente, garantindo que sua herança verde seja protegida para as gerações futuras.

* Com informações da assessoria da prefeitura

Veja a reportagem abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas