RÁDIOS
Três Lagoas, 21 de maio

Pacientes reclamam do 'jogo de empurra' entre UPA e postinhos   

Diretora diz que não existe "jogo de empurra", mas sim uma logística e gestão de atendimento

Por Ana Cristina Santos
19/01/2022 • 17h19
Compartilhar

Durante o Jornal RCN Notícias da rádio Cultura FM e TVC, desta quarta-feira (19), moradores de diversos bairros de Três Lagoas reclamaram do atendimento nas unidades de saúde. Em especial, do “jogo de empurra” para conseguir um atendimento em casos de sintomas gripais ou suspeita de Covid.

Pacientes alegam que vão até um posto de saúde quando estão com esses sintomas, conforme recomendação da Secretaria de Saúde, mas em algumas situações, funcionários mandam procurar atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Após horas de espera na UPA, inclusive em um local improvisado para aguardar o atendimento, o paciente é informado pelo médico que o correto seria procurar o postinho de saúde do bairro, já que não se trata de caso de urgência e emergência. Em caso de sintomas de Covid, o médico da UPA encaminha o paciente novamente para o postinho de saúde para fazer o teste.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER FORUM CBN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Essa situação tem gerado uma série de reclamações. A diretora de Assistência da Secretaria de Saúde, Juliana Orsi, disse que não existe “jogo de empurra”, mas sim uma logística e gestão de atendimento.

Ela explicou que isso ocorre em algumas situações, porque existe um limite de pacientes para serem atendidos nos postos de saúde, e quando esse percentual é atingido, eles são encaminhados para a UPA que tem demanda espontânea, mas funciona com classificação de risco. Ou seja, pacientes que não apresentam quadro de urgência ou emergência, esperam um tempo maior.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews