RÁDIOS
Três Lagoas, 30 de junho

Proteger e Cuidar de Animais Domésticos

Leia o Editorial do Jornal do Povo deste sábado (21)

Por Redação
21/05/2022 • 06h30
Compartilhar

A proteção e cuidados com animais domésticos tornou-se para sociedade civil moderna uma prática saudável, para não dizer politicamente correta. A convivência com animais domésticos dentro dos lares brasileiros cresce dia após dia. E por via de consequência, se agiganta no contexto da atividade comercial os pets – casas especializadas em vender produtos destinados a cães e gatos, assim como, o atendimento em clínicas veterinárias especializadas nos cuidados com a saúde de cães e gatos da família.

Também, são bem vindas pelo papel que desempenham, as sociedades protetoras de cães e gatos, as quais nasceram em boa hora para exigir das pessoas e do poder público proteção e cuidados aos animais domésticos, cuja população cresce na cidade a olhos vistos. Assim como aumenta a ação protetora da entidade de defesa desses animais, combatendo os maus tratos, além de prestar socorros diante do estado de precariedade física ou de abandono deles próprios, verifica-se pelas ruas da cidade, espalhadas em pontos estratégicos casinhas ou pequenas cuias contendo alimentos para gatos, sem donos que perambulam pelas nossas ruas. É louvável essa ação considerada ato de solidariedade e amor aos animais domésticos.

Mas, há de se alertar os ativistas da entidade protetora aos animais domésticos, que não basta depositar diariamente alimentos nestes pontos estratégicos, mas também, é preciso que mantenham esses locais e suas cercanias limpos dos dejetos que ficam à volta destes locais, porque esses pontos estão se tornando lugares infestados de fezes e urina, exalando mau cheiro e incomodando as pessoas que passam pelas calçadas ou que residem nas cercanias onde, diariamente, são depositados esses alimentos.

Ao demais, é preciso que a vigilância sanitária e o setor de controle de zoonoses do município, sejam alertadas e avaliem essa iniciativa com a finalidade de prevenir a infestação de possíveis doenças transmissíveis catalogadas pela própria zoonose, entre elas a toxoplasmose, que pode ser transmitida no caso de contato de pessoas com gatos e essas não lavarem as mãos. Não se pretende fazer alarde, mas suscitar providências de defesa sanitária diante do crescimento da população de felinos que perambulam pelas ruas e pulam de muro em muro passeando pelas residências da cidade.

Não se trata de ser contra ou favor de medidas de proteção aos aninais domésticos. Mas, toda pessoa civilizada que é a favor dos animais domésticos, também, deve como medida de proteção à saúde atentar ao controle de zoonoses, defendendo a ampla vacinação dos felinos e cães, assim como a castração dos mesmos, para que não tenhamos que conviver com a proliferação descontrolada desses animais domésticos e vê-los abandonados pelas ruas da cidade como os que estão. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews