RÁDIOS
Três Lagoas, 15 de julho

Segunda operação do SIG resulta na prisão de mais três homens e apreensão de dois adolescentes

Para a polícia dez pessoas teriam participado no sequestro e dupla execução

Por Alfredo Neto
17/11/2021 • 19h36
Compartilhar

O SIG (Setor de Investigações Gerais) da Polícia Civil prendeu cinco pessoas e apreendeu dois menores nesta quarta-feira (17) por envolvimento no tribunal do crime que resultou em cárcere privado de três homens, que resultou em dupla excussão no mês de outubro desse ano no bairro Jardim Carioca em Três Lagoas.

C.R.S. de 50 anos foi preso temporariamente após investigações do SIG descobrir que o mesmo teria liberado o terreno de sua propriedade para a facção criminosa cometer o julgamento e excussão das vítimas. Também foi preso D.S.C. de 21 anos, que segundo os investigadores, teria utilizado o próprio veículo VW Golf de cor preto, para carregar os corpos de dois homens que teriam sido sequestrados em um bar no bairro Vila São João, depois levados para um primeiro cativeiro no bairro Jardim Carioca e no momento da execução levado em uma segunda casa a menos de 100 metros.

Após um dos sequestrados conseguir fugir e pedir socorro na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), a quadrilha executou os dois homens que ainda estavam em cárcere e posteriormente, D.S.C de 21 anos levou os corpos até uma região de plantações de eucalipto onde os corpos foram jogados no mato e depois os corpos queimados.

Um terceiro adulto também foi preso pelo envolvimento com o triplo sequestro que resultado em dupla excussão, P.G.S.S. conhecido por “SEM LIMITE”, teria participação direta na execução das vítimas, segundo apontou a Polícia Civil. Dois adolescentes foram apreendidos, um de 17 anos (G.M.N.) vulgo “BRADOCK”, morador do segundo imóvel onde as vítimas ficaram em cárcere privado. Já L.S.R. de 16 anos é filho do homem de 50 anos, dono do terreno onde aconteceu as excussões.

Segundo a Polícia Civil, até o momento 10 pessoas teriam participado direta e indiretamente do tribunal do crime que resultou no sequestro de três homens e excussão de dois dos sequestrados. Para a polícia os crimes teriam ocorrido por conta de uma rivalidade de facções, os executores seriam de uma facção predominante no país e as vítimas de outra facção rival, mas de menor poder. Ainda existe uma informação de que uma das vítimas executadas, teria matado uma pessoa pertencente à mesma facção criminosa dos assassinos. Após a execução do desafeto no estado da Bahia, duas das vítimas teria fugido para Três Lagoas e a terceira vítima teria que pagar com a própria vida, por simpatizar e dar guarida aos dois homens que acabaram mortos de forma cruel.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas