Três Lagoas, 20 de setembro
33º C
(67) 99229-0519

Três Lagoas não possui registro da variante Delta

Divisa com São Paulo, onde há casos confirmados, põe autoridades de MS em alerta

Por Tatiane Simon
31/07/2021 • 16h00
Compartilhar

Pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, da Fundação Oswaldo Cruz e do Laboratório Central de Saúde Pública realizaram o mapeamento genômico do novo Coronavírus em amostras de exames realizados em Três Lagoas e mais 10 municípios e não identificaram nenhum caso da variante Delta. A pesquisa mostra que, atualmente, a linhagem P1 prevalece em circulação no Estado.

Os estudos iniciaram ainda no ano passado com análises de materiais coletados até maio de 2021.
 “Nas amostras coletadas em 2020, identificamos diferentes linhagens. Em março deste ano, a P1 foi constatada em 80% das amostras e nas posteriores, ela estava presente em todas”, explica um dos coordenadores da pesquisa James Venturini. A linhagem P1 surgiu em Manaus e pode ser quase três vezes mais transmissível que outras linhagens.

EM ALERTA
Municípios de SP, já possuem registros da variante Delta. A proximidade com Três Lagoas coloca autoridades em alerta. “Barreiras sanitárias na divisa dos estados não trava a entrada do vírus. O que o detém é a vacinação em massa”, opina Geraldo Resende, secretário estadual de saúde.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews

VEJA MAIS