RÁDIOS
Campo Grande, 15 de julho

Aluna de MS é destaque em Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica

Em cenário predominantemente masculino, Isabela Gregio conquista espaço entre os cinco melhores na competição

Por Thais Cintra
01/12/2021 • 16h05
Compartilhar

Cinco estudantes brasileiros receberam ouro na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA), realizada no Peru. O evento ocorreu em novembro, e contou com o destaque da jovem sul-mato-grossense Isabela Gregio, de 16 anos, única premiada feminina brasileira, entre os 79 alunos finalistas de 17 países.

Isabela que estuda em uma escola particular de Campo Grande mostrou que meninas podem ocupar o espaço que quiserem. “Eu era a única menina na equipe brasileira e a única a receber medalha de ouro. Viemos de um processo histórico, onde a participação da mulher não é como deveria, óbvio que muitas coisas mudaram, mas ainda há muito a ser feito. Espero servir de exemplo para outras meninas que sentem vontade de atuar nessa área”, destacou.

A paixão pelos estudos é algo similar não só na vida de Isabela, mas também no dia a dia dos outros estudantes prodígios. Eles foram premiados em diversas categorias, como melhor prova teórica individual, melhor prova observacional, melhor prova teórica por equipes multinacionais e melhor prova de foguetes simulados por equipes multinacionais.

CBN: BANNER DIGIX 01.01 A 30.06.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
(Do canto superior esquerdo até o canto inferior direito) equipe brasileira composta pelos estudantes Luís Otávio Trotti, de 18 anos; Paulo Henrique, de 16 anos; Isabela Gregio, de 16 anos; Wesley Andrade, de 17 anos e Leonardo Augé, de 17 anos - Foto: Di(Do canto superior esquerdo até o canto inferior direito) equipe brasileira composta pelos estudantes Luís Otávio Trotti, de 18 anos; Paulo Henrique, de 16 anos; Isabela Gregio, de 16 anos; Wesley Andrade, de 17 anos e Leonardo Augé, de 17 anos - Foto: Divulgação 

Além de realizarem provas, os alunos participaram de várias atividades acadêmicas e tiveram a oportunidade de conversar e tirar dúvidas com o cosmonauta russo Alexander Lazutkin. Os jovens passaram por um processo pré-seletivo feito com provas online e participaram de um rigoroso treinamento, também seletivo, de maio a agosto deste ano, com professores e astrônomos profissionais de diversas instituições.

Para a coordenadora do colégio Harmonia, Fernanda Quintas Martins, o incentivo às competições estudantis é algo bastante latente na instituição. ”Por diversas vezes ela trabalhou sozinha, por vontade própria. Damos todo o suporte para a participação e realização das provas. O grau de exigência das provas é maior que a demanda, então acabamos incentivando o aluno a trabalhar a autonomia”, explicou. 

Confira os nomes dos alunos premiados:  

Isabela Pereira Gregio: ouro e melhor prova de foguetes simulados por equipes multinacionais;

Leonardo Vellar Augé: ouro e melhor prova observacional;

Luís Otávio Trotti Martins Guedes de Souza: ouro;

Paulo Henrique dos Santos Silva: ouro e melhor prova teórica individual;

Wesley Antônio Machado Andrade de Aguiar: ouro e melhor prova teórica por equipes multinacionais;

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande