RÁDIOS
Campo Grande, 28 de fevereiro

Black Friday ou "Black Fraude"?

Chuva e movimento acanhando afastam consumidores das lojas físicas

Por Fernando de Carvalho
24/11/2023 • 10h30
Compartilhar

Black Friday começou de forma tímida em Campo Grande. A terceira melhor data para o comércio, não atraiu muitas pessoas na manhã, chuvosa, na capital.

Quem passava pela 14 de julho, se deparava com inúmeros cartazes de promoções, com algumas lojas chegando a oferecer desconto de até 80%, mas com movimento tímido e acanhando da população.

É esperado que a Black Friday movimente R$ 50 milhões na economia de Campo Grande.

CBN: BANNER CBN GUARUJA AGRO
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O advogado especialista em direito do consumidor, Marcelo Salomão, comenta que grande parte das vendas dessa data ocorre de forma on-line. "O consumidor brasileiro já está acostumado a fazer compras em sites, até porque os preços são mais atrativos do que nas lojas físicas, devido as tarifas tributárias. 63% do faturamento da Black Friday é voltado para as lojas não-presenciais".

Salomão dá dicas para as pessoas não caírem em fraudes na data. "O consumidor precisa planejar a compra. Com planejamento, você consegue comprar melhor e evitar fraudes. Foca no produto que você realmente quer e acompanhe o preço dele, pra ver se realmente o desconto oferecido na Black Friday é compatível", comentou o advogado.

Confira a entrevista na íntegra:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande