RÁDIOS
Campo Grande, 22 de maio

Cada um por si em 2024 e juntos em 2026

Partidos avaliam a necessidade de concorrer às eleições municipais para construção de base eleitoral e de ganharem fôlego de vida política

Por Adilson Trindade, colunista CBN-CG
20/11/2023 • 11h00
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

As eleições municipais são a base de sustentação de um partido com plano de ganhar fôlego de vida e conquistar o poder. A eleição de prefeitos e vereadores pode ajudar um partido na eleição de deputados federais, que é referência para garantir a sua sobrevivência. 

Então, os aliados do governador Eduardo Riedel (PSDB) serão adversários nas eleições municipais. Não têm como se juntarem em alguns municípios. Em Campo Grande, por exemplo, o PP e PL que apoiaram a eleição de Riedel, devem ir para o enfrentamento. Esses partidos estão mais preocupados em ganhar mais poder no Congresso Nacional com a eleição de grande bancada de deputados federais.

Sem a força da representação parlamentar, os partidos se tornam nanicos, ficam sem dinheiro do Fundo Partidário e desaparecem.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER BRILHANTE ATÉ 31.12.24
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O PP não tem, na atual conjuntura, interesse de concorrer ao Governo do Estado. O partido tem compromisso de apoiar a reeleição de Riedel. Já a posição do PL é incógnita. O partido vai depender muito do desfecho das decisões da cúpula nacional. Há, ainda, esperança do PL de o ex-presidente Jair Bolsonaro derrubar a sua inelegibilidade até 2026.

Confira na íntegra:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande