RÁDIOS
Campo Grande, 22 de julho

Campanha oferece descontos e parcelamento na quitação de débitos de energia elétrica

Consumidores poderão ir até vários pontos para negociar contas

Por Rosana Siqueira
29/11/2021 • 11h32
Compartilhar

Os consumidores com débitos no pagamento de energia elétrica poderão renegociar suas contas até o dia 10 de dezembro. Foi lançada a campanha "Estamos Quites", com condições especiais como descontos e parcelamento de contas de energia elétrica em atraso. É uma parceria entre a Energisa MS, o Concen, Procon Municipal de Campo Grande, Associação Comercial de Campo Grande e Defensoria Pública.


Até o dia 10 de dezembro os consumidores podem procurar um dos seguintes pontos de atendimento para fazer a negociação: Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) - em frente à Praça Ary Coelho, Defensoria Pública unidade centro, Procon Municipal, Fácil Aero Rancho, Bosque dos Ipês, Coronel Antonino, Guaicurus, CRAS do Jardim Canguru além de todas as lojas de atendimento da Energisa na sua área de concessão.


"Temos um grande número de famílias endividadas em Campo Grande, pesquisa recente da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), de outubro, mostrou que esse índice já passava dos 65% e o Procon, entendendo que a energia elétrica é um bem essencial e que o consumidor é parte vulnerável, intermediou a formatação desta campanha junto da concessionária. É uma forma de aliviar o orçamento para o início do ano, quando muitas contas se acumulam", explica a presidente do Concen, Rosimeire Costa.


Com a "Estamos Quites", o consumidor inadimplente terá opções facilitadas de negociação, dentre elas descontos que chegam a até 40%, para quem estiver com mais de 180 dias em atraso e puder quitar seus débitos à vista e a opção de parcelamento do valor no cartão de crédito em até 24 vezes com entrada facilitada.

Serviço: Campanha "Estamos Quites" inicia dia 29 de novembro e segue até dia 10 de dezembro, sendo o atendimento físico nos endereços e horários abaixo. Para mais informações ligue 156, opção 2

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande