RÁDIOS
Campo Grande, 15 de julho

Caravana da Saúde vai destravar fila de cirurgias com 1 mil procedimentos em Corumbá

Trabalhos começam neste mês e haverá a realização de 30 intervenções

Por Rodolfo César, de Corumbá
07/12/2021 • 15h13
Compartilhar

A Caravana da Saúde, do Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Corumbá e a Santa Casa local, começa nesta semana e deve realizar 30 procedimentos inicialmente. Até outubro de 2022, o projeto deve desafogar 1 mil cirurgias que estão represadas. Na lista de procedimentos estão colecistectomia (cirurgia de vesícula), hérnia e oftalmológica.

A parceria para definição desses procedimentos começou a ser feita em setembro e o município realizou levantamento de todas as cirurgias eletivas disponíveis para o programa estadual. As maiores deficiências em Corumbá para os três tipos de procedimentos e por isso a Prefeitura elencou essas categorias.

Para o primeiro mês de cirurgias eletivas, os 30 pedidos mais antigos serão os realizados pelas equipes médicas contratadas especificamente para desafogar a regulação. "A Santa casa fez a adesão e iniciaremos com as cirurgias como a colecistectomia, hérnia e oftalmológica. Nesse primeiro mês, devido a peculiaridade do final de ano, pretendemos fazer até 30 cirurgias. Atenderemos todas as pessoas que estavam aguardando as cirurgias pela central de Regulação", explicou o secretário municipal de Saúde de Corumbá, Rogério Leite. 

CBN: BANNER DIGIX 01.01 A 30.06.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O primeiro grupo de pacientes que passará pelo procedimento está sendo contatado pela Central de Regulação e o passo seguinte será a realização de procedimentos pré-cirúrgicos. Em todo o Estado, 70 mil procedimentos médicos de média e alta complexidades serão realizados em Mato Grosso do Sul nos próximos 11 meses.

O mutirão foi lançado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, nesta quinta-feira (2), e deve durar até outubro do ano que vem. O governo estadual confirmou que vai liberar R$ 120 milhões para realizar esses procedimentos, utilizando recursos próprios.

A Caravana será realizada em duas modalidades: “Opera MS” e “Examina MS”, com atendimentos exclusivos em unidades hospitalares e clínicas médicas credenciadas pelo Governo do Estado. Até o momento, 39 estabelecimentos de saúde de 34 municípios aderiram à Caravana. Mas esse número pode crescer.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande