RÁDIOS
Campo Grande, 30 de junho

Consciência coletiva é fundamental no combate à dengue, destaca infectologista

Casos da doença cresceram em todo o país, chegando a um aumento acima de 100% em relação ao ano passado

Por Isabelly Melo
19/05/2022 • 15h29
Compartilhar

Combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, zika, chikungunya e febre amarela, é responsabilidade de todos. Dados do Boletim Epidemiológico 15 do Ministério da Saúde mostram que, de janeiro a abril deste ano, o número de casos de dengue em todo o país teve um aumento de 104,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Para falar sobre o assunto, recebemos no quadro CBN Saúde desta quinta-feira (19) a médica infectologista da Unimed Campo Grande, Haydée Marina do Valle Pereira. Entre os alertas, Haydée destacou o cuidado com a limpeza de casa, verificando vasos de plantas, possíveis recipientes que possam armazenar água parada (pneus, potes, garrafas, etc), além da limpeza de terrenos.

“A gente tem que tomar consciência, que se a gente limpar a nossa casa, a gente vai estar prevenindo tanto para a gente, quanto para o vizinho. Tem que ser uma consciência coletiva, porque, se nós não tivermos consciência disso, nós vamos ser acometidos pela doença”, pontuou.

Saiba mais sobre o assunto acompanhando a entrevista completa:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande