RÁDIOS
Campo Grande, 15 de julho

Em 2020, registros de mortes aumentaram 20% na Capital

Mais de 6,4 mil pessoas morreram em Campo Grande no ano passado

Por Giovanna Dauzacker
18/11/2021 • 16h35
Compartilhar

No ano em que a pandemia da Covid-19 teve início, o número de óbitos registrados em Campo Grande teve aumento de 20% se comparado com 2019. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano passado, 6.479 pessoas morreram na Capital, já no anterior, foram 5.401.

Os números consideram mortes naturais, ou seja, em razão de causas biológicas, como doenças, por exemplo, e não naturais, que são as causadas por acidentes, afogamentos, suicídios, homicídios, quedas, entre outras.

Na Capital, os óbitos começaram crescer em março, mas ao longo do ano tiveram várias altas. A maior delas foi em dezembro, quando 730 pessoas morreram.

CBN: BANNER DIGIX 01.01 A 30.06.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em Mato Grosso do Sul, também houve aumento de óbitos, de 14,54%. Foram 16.553 contabilizados em 2019 e 18.960 em 2020. A alta foi influenciada pelo salto no número de mortes provocadas por doenças e danos biológicos, de 15,97% no mesmo período, passando de 15.333 para 17.761.

A quantidade de mortes não naturais teve queda de 2,25%, de 1.199 para 1.172.

Na análise feita mês a mês, o estado teve aumento de mortes também em março, mas o pico foi em agosto, de 1.875.

Mato Grosso do Sul teve o 8º menor percentual de aumento dos óbitos entre as Unidades Federativas. O maior foi registrado pelo Amazonas e o menor, por Rio Grande do Sul.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande