RÁDIOS
Campo Grande, 17 de agosto

Força-tarefa para alimentar jacarés desnutridos no Pantanal

Policiais militares ambientais, veterinários e biólogos levam comida a jacarés das regiões do Abobral e Nhecolândia

Por Redação CBN/CG
28/07/2022 • 16h00
Compartilhar

A estiagem prolongada na região pantaneira mobilizou o Grupo de Resgate Técnico Animal Cerrado Pantanal (Gretap-MS), formado por Policiais Militares Ambientais, biólogos e médicos veterinários, que montou uma operação para levar 300 kg de proteína aninal até dois grupos de jacarés que apresentavam quadro de desnutrição.

Em uma das fazendas pantaneiras, o comportamento natural dos jacarés, de migrarem para áreas alagadas, fez com que um grupo chegasse até uma área onde a água havia transbordado de "piletas" ofertadas para o gado que também sofre com a estiagem. Os jacarés que estavam em melhores condições físicas teriam seguido o caminho até uma lagoa ou rio mais próximo, mas os demais ficaram no pequeno alagado, sem alimento.

A força-tarefa foi montada para atender cerca de 250 jacarés que se encontram debilitados nas regiões do Abobral e da Nhecolândia. Os técnicos identificaram que os animais estavam fracos, magros e que não apresentavam qualquer esforço para o deslocamento até áreas onde ainda poderiam encontrar oferta de alimento para enfrentar a seca.

A operação foi dividida em duas fases, a primeira que foi realizada nessa quarta (27), foi para prestar o atendimento emergencial aos jacarés, com o oferecimento de sobras de carne doadas por um frigorífico e um supermercado da região de Corumbá. A segunda fase será de monitoramento por uma equipe do Gretap. Os profissionais farão o acompanhamento dos animais por vinte dias, com o objetivo de verificar se eles conseguirão, após alimentados, fazer a travessia para outra área que tenha oferta de água e alimento.

Caso esses animais não consigam fazer a migração, eles serão capturados e transportados até onde possam obter recursos para a sobrevivência. A PMA também informou que apesar de muitos animais estrarem em condições críticas, não houve registro de jacarés encontrados mortos devido à desnutrição.

*Com informações PMA/MS e Gretap/MS

GRETAP-MS

Criado em abril de 2021, por meio do Decreto Estadual 15.651, o Grupo de Resgate Técnico Animal Cerrado Pantanal (Gretap-MS) é integrado por representantes da Semagro, Imasul, Polícia Militar Ambiental (PMA),Corpo de Bombeiros, Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MS), Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Instituto Tamanduá (IT), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto do Homem Pantaneiro (IHP), Fundação Municipal do Meio Ambiente de Corumbá (FMAP) e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande