RÁDIOS
Campo Grande, 20 de maio

Homem morto e jogado no rio Paraguai vivia como morador de rua

Vítima tinha 37 anos, era natural de Cuiabá (MT) e tem apenas uma prima que vive em Corumbá

Por Rodolfo César
05/05/2022 • 08h57
Compartilhar

Investigação feita ao longo de cinco dias contribuiu para que a Polícia Civil em Corumbá identificasse o homem encontrado morto no rio Paraguai no dia 29 de abril. A identidade dele foi descoberta no final da tarde de quarta-feira (4): trata-se de Josemar Gomes Aragão, 37 anos.

Nas proximidades do Porto Dona Emília, Josemar era muito conhecido e também frequentava a Praça da República, onde há costume de pessoas em condição de moradia na rua encontrarem-se. Algumas vezes, acabava dormindo na região, a Polícia Civil identificou. Ele estava em condição de morador de rua há algum tempo.

A Polícia Civil em Corumbá ainda verificou que a vítima é natural de Cuiabá (MT), mas vivia em Corumbá há algum tempo e não tem mais pais vivos. No município, apenas uma prima vive ainda e acabou auxiliando os investigadores na identificação, porém, ela não tinha a documentação dele.

A partir desse passo que foi dado, a Polícia Civil agora vai traçar ligações que a vítima teve antes de aparecer morta. Pescadores encontraram o corpo no dia 29 de abril e a identificação só foi feita nesta quarta-feira (4). “De acordo com a Perícia, a morte de Josemar não foi acidental, pois sofreu uma lesão no pescoço, provavelmente feita por faca”, apontaram as autoridades policiais, em nota.

Além do trabalho de apuração, os policiais civis da 1ª Delegacia também podem receber denúncias de pessoas que tenham alguma pista por meio do telefone (67) 3234-7115, que também é Whatsapp. O anonimato é garantido.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande