RÁDIOS
Campo Grande, 18 de junho

Médica alerta para relação entre baixa cobertura vacinal e surto de doenças respiratórias

Imunização, hidratação e hábitos de vida ajudam na proteção

Por Karina Anunciato
27/04/2024 • 10h30
Compartilhar

As doenças respiratórias típicas do inverno já estão produzindo efeitos negativos entre a população desde o início do outono. Recentemente, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) identificou um aumento no número de atendimentos nas unidades de saúde de Campo Grande, na maior parte, com diagnóstico de síndromes respiratórias.

Segundo a pediatra, Ana Carolina Nasser, além da própria mudança climática dos últimos dias e uso do ar-condicionado, a baixa cobertura vacinal entre crianças pode contribuir para este aumento de casos não só em Mato Grosso do Sul, mas também em todo o Brasil. 

Durante a entrevista com Juliana Gambim, no CBN Você Mulher, Ana orientou o que fazer para minimizar os efeitos negativos à saúde e alertou para o uso compartilhado de receitas sem orientação médica. Acompanhe.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande