RÁDIOS
Campo Grande, 18 de julho

Famílias do Mandela recebem lotes para construção de casa própria

De imediato, 100 famílias que estão regularizadas irão receber as intervenções da Prefeitura; outras 87 aguardam documentos

Por Isabela Duarte
21/11/2023 • 16h03
Compartilhar

Em reunião com representantes da Comunidade Mandela, a Prefeitura de Campo Grande anunciou que as 187 famílias atingidas pelas chamas irão receber lotes regularizados. Pronunciamento foi realizado na tarde desta terça-feira (21), em coletiva de imprensa. 

A reunião desta terça definiu áreas com infraestrutura - saneamento, água, energia elétrica e asfalto - para o encaminhamento das famílias. Serão 38 lotes no bairro José Tavares do Couto; 33 lotes no Loteamento  Iguatemi I e 30 famílias alocadas no Iguatemi II; e Jardim Talismã, 32 lotes.

A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), afirmou que todas as famílias do Mandela serão realocadas da comunidade. "Naquela área eles não vão poder permanecer, então nós escolhemos quatro áreas que vamos escolher por grupos prioritários".

CBN: BANNER DIGIX 01.01 A 30.06.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Decisão reuniu reperesentantes do Mandela, Câmara Municipal, Enegisa e Águas Guariroba - Foto: Isabela Duarte/ CBN CG

Loteamentos

Os terrenos regularizados terão parcelamento a longo prazo pelas famílias, com pagamentos mensais correspondentes a 10% de um salário mínimo (R$ 1.320,00)

Nos próximos dez dias serão realizadas a divisão dos lotes e ligação da rede elétrica, além da água nos locais.

Para as 87 famílias que ainda não fazem parte do Programa CredHabita, serão doados kits de material de construção. Nesta semana, a prefeitura se reunirá com o Governo Federal para tratativas sobre as 87 famílias que ainda precisam de regularização.

Hoje

Enquanto a construção das casas estiver em andamento - previsão de seis a oito meses para entrega das obras - três abrigos municipais estão em operação.

Adriane Lopes afirmou que as famílias não aceitaram ir para os abrigos, com medo de perder benefícios e direitos, como o CredHabita, mas a prefeita assegurou que todos os benefícios serão mantidos, mesmo com alocação temporária nos abrigos.

Tendas foram montadas na egião do Mandela para ajudar quem não deseja ir aos abrigos municipais. 

Saiba Mais:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande