RÁDIOS
Campo Grande, 22 de maio

Prefeitura de CG deve se posicionar hoje à tarde sobre destino das famílias

A comunidade Mandela foi cenário de incêndio na quinta-feira (16), muitos barracos foram destruídos e parte das famílias permanece no local

Por Chris Reis
21/11/2023 • 13h00
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

As famílias da comunidade Mandela, cenário de incêndio na quinta-feira (16), devem receber hoje posicionamento da Prefeitura de Campo Grande sobre como ficará a situação delas. A informação é da prefeita Adriane Lopes (PP), “Acreditamos que hoje no fim da tarde teremos um posicionamento”, declarou em entrevista à imprensa, durante o velório do jovem Gabriel Mongenot Santana Milhomem Santos – morto na praia de Copacabana no Rio de Janeiro na madrugada de domingo (19).

Adriane Lopes pontuou que as equipes da prefeitura prestam atendimento às famílias. “São 187 famílias cadastradas. Desde o primeiro momento, 100 famílias já estavam com processo com regularização, vamos avançar com as que têm documentação [...] aqueles que já estão com documentação e os que tiveram os barracos atingidos terão prioridade”, disse a prefeita.

O caso - O incêndio teve início por volta das 11h de quinta-feira (16). Rafaela de Amorim relatou o quanto ficou desesperada ao ver que havia perdido o tudo o que tinha. Emocionada, a doméstica relembra os momentos de pânico.

"Do nada todo mundo começou a sair correndo, falando que tava vindo fogo, tava vindo fogo. Todo mundo tentando juntar balde d'água, correndo, estourando mangueira. Como nós sofremos porque não tem água, falta água todo dia, então ninguém conseguiu apagar o fogo e ele veio vindo de barraco em barraco. O que o povo conseguiu tirar de lá foram só os botijões de gás [...] Eu perdi tudo, queimou tudo, conquistei um monte de coisa trabalhando e agora perdi tudo", desabafou Rafaela.

Leia mais: 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande