RÁDIOS
Campo Grande, 28 de maio

Profissionais de saúde são investigados pela PF por fraude em ponto eletrônico

Em Corumbá, autoridades identificaram que havia servidor que ficava apenas 5 minutos no expediente

Por Rodolfo César
19/04/2024 • 10h30
Compartilhar

Nesta sexta-feira (19), a Polícia Federal deflagrou a Operação Esculápio, com o objetivo de combater fraudes ao ponto eletrônico de profissionais de saúde da Prefeitura Municipal de Corumbá. Segundo as investigações, 11 servidores públicos da área de saúde do município reiteradamente fraudam seus pontos eletrônicos não cumprindo a carga horária contratada pela prefeitura municipal. Em alguns casos a permanência do profissional na unidade de saúde do Centro Municipal de Especialidade Odontológica (CEO) foi de apenas 5 minutos.

Além do prejuízo indireto causado pelo retardamento no atendimento à população local, estima-se que o perda direta aos cofres seja da ordem de R$ 6.000.000,00. Isso envolve salários pagos aos profissionais de saúde em valor integral, porém sem que eles cumprissem a carga horária. A Polícia Federal não detalhou há quanto tempo essa fraude vinha sendo praticada.

Na ação, cujos mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal de Corumbá, foram sequestrados bens móveis avaliados em R$ 1.500.00,00 e bens imóveis avaliados em R$ 5.000.000,00. Os investigados poderão responder por estelionato, peculato e peculato eletrônico.

CLIQUE AQUI e siga nosso canal de notícias no WhatsApp.

Para sugerir pautas ou enviar vídeos e imagens, 
salve nosso número 67 9932 3500

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande