Campo Grande, 09 de dezembro
26º C
(67) 99229-0519

Proprietário de tapeçaria que pegou fogo tem 15 dias para regularizar local

Loja de tecidos não tinha certificado de vistoria do Corpo de Bombeiros

Por Giovanna Dauzacker
24/11/2021 • 18h25
Compartilhar

O proprietário da tapeçaria que pegou fogo, na tarde da última terça-feira (23), no centro de Campo Grande terá um prazo de 15 dias para regularizar o local, que, segundo o major Fábio, do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, não tinha certificado de vistoria.

“O local estava irregular, não possuía vistoria. Nós não conseguimos precisar se tinha itens como extintor e placas, mas provavelmente não. Porque geralmente, quando o lugar tem equipamentos de segurança é possível visualizar algum dispositivo. Então ali no meio dos escombros não conseguimos identificar”, explica.

Os bombeiros conseguiram apagar as chamas e controlar a fumaça tóxica que saía do local cerca de 6h depois do início do incêndio. O funcionário Lucas Correa Queiroz, de 21 anos, que ficou preso na loja de tecidos, foi encontrado sem vida no mezanino.

CBN: CASA DAS CORES DEZEMBRO
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Retorno do fogo

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas novamente na tarde desta quarta-feira (24), para apagar um fogo reincidente nos materiais que foram retirados ontem e que ficaram na calçada, em frente à tapeçaria.

“Uma viatura se deslocou até lá, teve uma reguinição no amontoado de tecidos na calçada. O foco foi apagado”, disse o major.  

 

Orientações

Em casos de incêndio, em meio ao desespero, o major Fábio orienta a população:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande