Campo Grande, 26 de outubro
23º C
(67) 99229-0519

Tempestade deixa comércio local no prejuízo

Com chuva intensa e queda de árvores, vendas da manhã foram perdidas

Por Isabelly Melo
14/10/2021 • 15h00
Compartilhar

Além dos estragos materiais causados pela forte chuva desta quinta-feira (14), lojistas de Campo Grande também tiveram prejuízos nas vendas, principalmente em pontos que registraram a queda de árvores. A chuva, com ventos de 70km/h, começou a cair logo nas primeiras horas do dia, e foi intensificando durante a madrugada.

No bairro Aero Rancho, uma loja de embalagens localizada na Av. Gunter Hans teve baixa no número de clientes após a queda de uma árvore em frente à entrada da loja. Conforme uma funcionária do local, a queda ocorreu por voltas das 5h da manhã.

Há cinco anos trabalhando no mesmo endereço, Mônica Araújo nunca presenciou situação parecida. “A chuva por si só diminui o movimento, mas com a queda, não teve movimento nenhum, a manhã tá perdida, né”, contou a reportagem.

CBN: BANNER RCN 67 DE 16 A 31.10
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A saída foi acionar os clientes pelo celular, avisando que os pedidos poderiam ser feitos por ligação e mensagem, através delivery das mercadorias.

A árvore que caiu em frente a loja onde Mônica trabalha atingiu um carro de um motorista de aplicativo. A queda foi repentina, enquanto o veículo passava pelo local. O motorista, Gleison Rodrigues de Oliveira, contou que após ver a árvore caindo só teve tempo de jogar o carro para a calçada.

“Eu vi e só joguei o carro. Ai na hora que ela bateu eu não consegui nem sair do lugar. Se pega no meio tinha matado eu e ele. O passageiro saiu, daí depois eu. Graças a Deus só danos materiais”, contou.

Gleison sofreu alguns arranhões, mas tanto ele como o passageiro estão bem. Ele disse que ligou para os Bombeiros logo após o acidente, perto das 5h da manhã, e foi informado do congestionamento das linhas.

Sem a retirada da árvore, até o momento o carro segue no local. Outras duas árvores caíram na Avenida, entre as ruas Itaguassu, Guajará e Itapirapua. Uma delas atingiu um trator e outra, que caiu em frente a sede da Solurb, prejudicou o andamento dos serviços da concessionária, que precisou usar a saída de emergência para retirar os caminhões.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande