RÁDIOS
Campo Grande, 30 de junho

Três vítimas do trânsito de Dourados morrem na UTI do Hospital da Vida

Além disso, uma morte na região da Grande Dourados marcou a última semana na segunda maior cidade do Estado

Por Izomar Galeano
23/06/2022 • 14h00
Compartilhar

Venita Sarati Benites Coelho, de 57 anos, morreu no Hospital da Vida, em Dourados, após sofre um grave acidente na madrugada do dia 29 de maio. Ela trefegava pela rua Alberto Leopoldo de Lã Cruz, no bairro Izidro Pedroso, quando colidiu contra uma caçamba de entulho.

A vítima foi socorrida por equipes de salvamento e levada ao Hospital da Vida, onde passou mais de três semanas internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Porém, ela não resistiu e morreu na terça-feira (21).

Venita é só mais uma das tantas vítimas do trânsito em Dourados e região. Outro caso que chamou a atenção foi o da jovem Dienifer Michele de Freitas Barbosa, de 16 anos, que sofreu um acidente de trânsito na noite do dia 21 de maio.

Ela estava na garupa da motocicleta do pai quando foram atingidos por um veículo. Michele, como era conhecida, morava no Jardim Márcia e morreu na noite de quarta-feira (22) também no Hospital da Vida. A adolescente estava internada há um mês em estado de saúde considerado grave. 

O pai de 38 anos e a jovem foram socorridos por unidades de resgate. Segundo foi apurado, a motocicleta foi atropelada por um carro modelo Fox que seguia na mesma via, mas no sentido contrário, e acabou fazendo uma conversão na rua Natal, o que teria provocado a colisão.
 
OUTRAS VÍTIMAS

Elton Alfonso, de 52 anos, também morreu no Hospital da Vida, onde estava internado desde a noite de sexta-feira (17). Ele foi atropelado na BR-163, em Dourados. O ciclista sofreu trauma de crâneo e vários ferimentos.

O acidente envolveu um veículo Saveiro, que teve a frente destruída com o impacto do atropelamento. Além de trauma no crânio, Elton teve fratura do fêmur esquerdo e escoriações nos braços e rosto.

Próximo de Dourados, na quarta, Givanildo Leandro dos Santos, de 37 anos, morreu atropelado por um carro quando realizava serviço de sinalização na rodovia MS-289, entre as cidades de Juti e Amambai. O condutor do veículo fugiu do local do acidente sem prestar socorro à vítima. 

Segundo a ocorrência, Givanildo, que é funcionário de uma usina, estava fora da pista de rolamento quando o motorista de um carro modelo Ômega, de cor branca, teria perdido o controle da direção ao passar por um desnível, saiu na pista e atropelou o trabalhador no acostamento. 

Givanildo era morador de Juti e morreu em seguida ao momento do impacto, antes da chegada de equipe de resgate. A Polícia Militar conseguiu encontrar o veículo em uma propriedade rural e identificou o condutor, um homem de 40 anos, que não estava na casa. O acusado segue foragido.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande