RÁDIOS
Campo Grande, 28 de fevereiro

Vice deve cair fora do PP para não apoiar desafeto 

Cúpula do partido ainda não conseguiu quebrar a resistência de Barbosinha em subir no palanque do prefeito Alan Guedes

Por Adilson Trindade, colunista CBN CG
08/12/2023 • 12h00
Compartilhar

A sucessão na Prefeitura de Dourados está provocando inquietação no PP por causa da resistência do vice-governador Barbosinha em apoiar a reeleição do prefeito Alan Guedes. Todas as tentativas de aproximação dos dois foram frustradas. 

A rivalidade entre os dois começou nas eleições de 2020 quando Barbosinha, filiado no DEM, foi derrotado por Guedes. Depois ele entrou no PP do seu arquirival para ocupar a vaga de vice-governador na chapa de Eduardo Riedel (PSDB). 

Mas a convivência com Guedes continuou conflituosa. Não há diálogo entre os dois e Barbosinha é um crítico ferrenho da administração do atual prefeito. Nem os apelos da senadora Tereza Cristina, presidente regional do PP, conseguiram aparar as arestas entre os dois.

Diante desse cenário não há clima para Barbosinha no PP. O caminho dele pode ser o Republicanos, um partido alinhado ao governador Eduardo Riedel.

Com Guedes no PP não sobra, também, muito espaço para Barbosinha fazer política, até porque o prefeito poderia criar embaraços. E Barbosinha, pela posição de destaque na política estadual, gostaria de estar em um partido usando uma patente de general. No PP, ele não conseguiu esse espaço.

Assista à coluna Política em Destaque desta sexta-feira (8):

Clique aqui e acesse também nosso canal do Whastapp

É a CBN CG mais perto de você, com a garantia da privacidade.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande