Paranaíba, 19 de setembro
33º C
(67)99272-4655

Homem cai em 'Golpe da Yasmim' e perde R$ 15 mil

Falsa atendente solicitou documentos e depósitos para que vítima recebesse liberação de serviço oferecido por operadora financeira

Por Leonardo Guimarães
17/03/2019 • 19h49
Compartilhar

Um homem de 32 anos foi vítima de um golpe que lhe gerou um prejuízo de R$ 15 mil, após solicitar e preencher um formulário on-line de cadastro de empréstimo de uma suposta empresa de financiamento. O caso ocorreu entre os dias 28 de fevereiro e 15 de março em Paranaíba (MS).

De acordo com o relato da vítima, após fazer o preenchimento de uma ficha cadastral para conseguir um empréstimo, ele recebeu uma ligação de uma mulher que se identificou como Yasmim e que afirmava ser atendente da suposta empresa. A suposta atendente também passou a manter contato com a vítima através de um aplicativo de mensagens de celular.

Foi solicitado então que a vítima enviasse cópias de documentos para que seu cadastro fosse finalizado com a operadora. Após enviar o material, o homem foi informado de que precisaria se utilizar de um serviço de avalista para que o dinheiro do empréstimo fosse liberado.

O serviço foi oferecido pela própria "atendente Yasmim" afirmando que, para agilizar o procedimento e contratação do serviço de avalista, seria necessário que fossem realizados depósitos bancários. À medida em que ia efetuando as operações, Yasmim solicitava mais depósitos alegando fazer parte do pré-procedimento de liberação do empréstimo.

Os depósitos foram realizados de forma aleatória entre os dias 28 de fevereiro e 15 de março, data em que o homem se deu conta de ter sido vítima de estelionato. Ao todo, foram repassados R$ 15 mil reais para a conta da golpista.

A vítima procurou a Delegacia de Polícia Civil com todos os comprovantes de depósitos em mãos. O caso foi registrado como estelionato e segue em investigação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Cultura FM 106,3 - Paranaíba

VEJA MAIS