Paranaíba, 23 de setembro
27º C
(67)99272-4655

Prevenção ao suicídio é lembrada em campanha do Setembro Amarelo

Suicídio é um problema grave, que precisa da atenção de toda sociedade

Por Talita Matsushita
11/09/2021 • 09h30
Compartilhar

Um problema grave, que precisa da atenção de toda sociedade é a prevenção ao suicídio, que é lembrado nesse mês, com a campanha do Setembro Amarelo. Neste mês diversas ações educativas serão realizadas nas unidades de saúde com o intuito de capacitar os cidadãos a identificar e fornecer ajuda até que atendimento especializado ocorra. 

Todas as unidades de saúde de Paranaíba se transformaram em pontos de ajuda e escuta para pessoas que sofrem da doença, para que sejam encaminhadas para atendimento especializado no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial).

Além disso, a Secretaria de Saúde disponibilizou um suporte telefônico e presencial no posto de saúde central da cidade para quem precisar conversar, pelo telefone (67) 9 9993-4378 e há também o atendimento pelo CVV (Centro de Valorização da Vida) pelo 188.

Com a pandemia da Covid-19, a procura por atendimento psicológico e a ocorrência de suicídios aumentaram, visto que houve o surgimento ou o agravamento de transtornos psiquiátricos relacionados ao período pandêmico. 

Desde 2014, “Setembro Amarelo” é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio. O mês foi escolhido para a campanha porque, desde 2003, o dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

O suicídio está entre as principais causas de morte em todo mundo entre pessoas com idade entre 15 e 29 anos. A maior parte dos casos está associado a transtornos mentais, como a depressão, por isso, especialistas dizem que é tão importante dedicar um mês para discutir assuntos como saúde mental e prevenção ao suicídio, pois isso pode fazer a diferença na vida de muitas pessoas.

Segundo a coordenadora do Caps, Katiuscia Cristina não julgar nem minimizar o sofrimento do outro é uma forma de ajudar pessoas em situação de tristeza profunda e depressão.

“Devemos ficar atentos ao isolamento, mudanças marcantes de hábitos, perda de interesse por atividades de que gostava, descuido com aparência, piora do desempenho na escola ou no trabalho, alterações no sono e no apetite, frases como preferia estar morto ou quero desaparecer podem indicar necessidade de ajuda”, disse.

Acompanhe: 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de Cultura FM 106,3 - Paranaíba

VEJA MAIS