RÁDIOS
Três Lagoas, 19 de maio

Famílias estão com receio de deixarem moradias na Esplanada NOB

Os terrenos são de posse da Rede Ferroviária Federal S/A, que integra a União Federal

Por Any Galvão
16/05/2024 • 12h45
Compartilhar
TODAS AS PRAÇAS: BOX INTERNA NESCAU ATÉ 31.12.24

Em Três Lagoas, famílias da região da Esplanada da Noroeste do Brasil (NOB), antiga estação ferroviária do município, estão preocupadas com a possibilidade de serem despejadas das moradias, já que algumas teriam sido notificadas sobre isso. Os terrenos são de posse da Rede Ferroviária Federal S/A, que integra a União Federal. As casas seguem o mesmo padrão de construção e não podem ter a estrutura modificada.

Essa questão é debatida desde 2013, quando os moradores do local foram notificados por mandado judicial sobre a ordem de reintegração de posse dessas casas, que estão sendo ocupadas de forma irregular. Essas residências eram destinadas aos antigos trabalhadores da área ferroviária e para a família deles. Após o desativamento da estação, os imóveis continuam sendo utilizados.

Durante a sessão da Câmara de Vereadores de Três Lagoas, nesta semana, o assunto foi abordado pelo vereador Breno Cesar. “Alguns moradores receberam um ofício, mas acredito que seja um documento pedindo a regularização para que continuem ocupando o local. Eles estão com medo de serem despejados, por isso nos procuraram para ajudarmos nesta situação”.

TODAS AS PRAÇAS: BANNER BRILHANTE ATÉ 31.12.24
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os moradores da Esplanada da NOB vivem essa insegurança há anos, já que existe uma ação que tramita na justiça para que algumas famílias deixem a área. O vereador esteve em Brasília, na Secretaria do Patrimônio da União (SPU), para verificar a situação desses imóveis. “Estivemos na SPU e fomos informados que ninguém pode pedir que esses moradores saiam das residências, nem a prefeitura municipal e nem a União. Momentaneamente, este é um retorno positivo para aqueles que nos procuraram”.

Segundo o vereador, há uma ação judicial em andamento que visa regularizar todos os imóveis que pertenceram à antiga Rede Ferroviária. Ele afirmou que, devido a essa ação, a situação dos imóveis ainda é indefinida, mas, no momento, não há uma reintegração de posse em andamento.

Veja a reportagem abaixo:

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas