RÁDIOS
Três Lagoas, 13 de julho

Final de semana é marcado por roubos e ladrão tentando estuprar vítima em assalto

Três roubos foram registrados em menos de 24h e insegurança voltou a imperar

Por Alfredo Neto
07/07/2024 • 20h53
Compartilhar

O final de semana, foi marcado pelo violência e agressividade de ladrões que além dos roubos a comércios, até tentativa de estupro acabou sendo registrado durante uma das ações criminosas em Três Lagoas (MS).

O primeiro roubo foi registrado na madrugada de sábado (6), após uma mulher de 43 anos, ser rendida por dois ladrões, que anunciaram o assalto, simulando estarem armados exigindo da vítima, a moto e o celular.

A vítima relatou que seguia em sua moto CB300, pela rua Manoel Pedro de Campos, bairro Santa Rita, sentido bairro Nossa Senhora Aparecida, as 4h30, quando teria sido cercada por dois homens em uma moto CG Titan.  Simulando estar armado, o garupa gritou, “perdeu-perdeu, desce da moto’, e tomaram da vítima o celular e a moto. Ambos os criminosos usavam bermudas.

JPNEWS: BANNER  CASA DOS SONHOS CONTR. 28807 01.02 A 31.10.2024 ATUAL. 05.04.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O segundo roubo, foi registrado poucos minutos mais tarde em um comércio, situado na avenida Filinto Miller, centro, por volta de 5h. No local a vítima, uma mulher de 41 anos, relatou que um homem invadiu o local e armado com uma faca, mandou a vítima por as mãos para trás e ir até o banheiro. 

Chegando no banheiro, a vítima teve as mãos amarradas com a própria blusa de frio e foi obrigada a se ajoelhar. Nesse momento a vítima teria ouvido o criminoso baixando o zíper da calça e em pânico, temendo ser estuprada pelo assaltante, disse ao bandido que o esposo estaria a caminho da conveniência e que estaria pra chegar. Conseguindo evitar que fosse estuprada. Após conseguir evitar de ser violentada pelo criminoso, a vítima teria percebido, que o bandido teria fugido e levado um aparelho celular da vítima e R$60.

Já o terceiro roubo foi registrado no período da tarde, por volta de 16h30, no bairro Jardim das Oliveiras, região sul de Três Lagoas, e o crime teria sido praticado por um homem, que armado com uma faca, teria entrado no comércio e anunciado o assalto. A vítima pega distraída, acreditou ser uma brincadeira e não levou muito a sério. Violento o criminoso passou a insistir no crime, obrigando a vítima a se deitar no chão e após roubar um aparelho celular e R$150, fugiu e a Polícia Militar foi chamada.

A onda de roubos, vem crescendo em Três Lagoas (MS), terceira maior cidade do estado, com uma população estimada e pouco mais de 123 mil habitantes. A cidade que já viveu índices extremos de roubos, sequestros, latrocínios e de crimes como saidinhas de banco, além de crimes contra a vida, como homicídios oriundos de acertos de contas, entre criminosos, já que a maioria dos crimes de tráfico de drogas, utilizam os furtos e roubos, como principal fonte financiadora para conseguir verbas, para adquirir drogas. 

Após ações de inteligência e enérgica das forças de segurança, como a Polícia Militar e Polícia Civil, os três-lagoenses tiveram uma leve sensação de segurança, devido a queda nos registros de crimes outrora vistos em grandes cidades de estados como São Paulo e Rio de Janeiro. Mas de alguns meses para cá, os números estão voltando a crescer, com registros diários de roubos.

A Polícia Militar e a Polícia Civil, vem realizando ações como operações e ostensividades em rondas, para tentar coibir crimes de tráfico de drogas, assaltos, furtos e outros delitos. Mas que a a principal arma para o combate à crimes como esse, é necessário a denúncia anônima da população, para o telefone 199 da PM, e para os telefones da Polícia Civil telefones (67) 3929-1173 ou (67) 99226-8210 (WhatsApp). 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas