RÁDIOS
Três Lagoas, 21 de maio

Morador com débito em tarifa faz vídeo de corte de água e funcionário quebra o celular com pá

Funcionário teria se irritado com as imagens e morador procurou a delegacia, em Três Lagoas

Por Alfredo Neto
05/05/2022 • 08h55
Compartilhar

Um homem de 26 anos registrou um boletim de ocorrência por dano após ter seu celular quebrado por um funcionário de uma empresa Sanegrande terceirizada da Sanesul (Empresa de Saneamento e Esgotamento do Mato Grosso do Sul), ao filmar o funcionário cortando sua água que estava com debito na tarde desta quarta-feira (4) na rua Evaristo de Almeida, no bairro Jardim Alvorada, região Leste de Três Lagoas.

O homem contou na delegacia que estava em sua residência, quando foi chamado no portão por um funcionário de uma terceirizada da empresa Sanesul, terceira essa responsável pelo corte de fornecimento de água, nas residências em debito. Ao atender o funcionário o homem teria sido informado que o fornecimento de água da residência seria cortado, devido débitos com a empresa de saneamento Sanesul.

A vítima relatou que teria pedido para que o funcionário da empresa Sanegrande, fizesse vistas grossas e esperasse alguns minutos que ele iria até uma lotérica pagar a conta e retornaria com o comprovante do pagamento como já teria realizado outros vezes. O funcionário teria relatado que esse procedimento não seria possível e que o fornecimento teria que ser cortado de acordo com à ordem de serviço e assim que o mesmo realizasse o pagãmente, entrasse em contato com a empresa e pedisse o religamento e o fornecimento seria religado assim que a empresa ordenasse.

JPNEWS: BANNER SICOOB NOSSO DE 06.04 A 05.07 - BONIFICAÇÃO PI 131.73
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Não conseguindo resolver com o funcionário da empreiteira que deu seguimento no corte do fornecimento, cavando um buraco para acessar a rede d’água, o morador da residência disse que teria passado a filmar com o celular o trabalhador abrindo a vala e segundo o relato do homem, o trabalhador teria tentado atingir o celular em sua mão com à pá. O denunciante disse que não acertando a primeira vez o trabalhador teria tentado uma segunda agressão com a pá e acertando sua mão, onde acabou lançando o celular contra o chão. Segundo o denunciante nesse momento o funcionário da terceirizada teria quebrado seu celular com a pá.

Após o desentendimento entre os dois o funcionário terminou o trabalho, cortando o fornecimento da casa e foi embora. O denunciante contou que teria ido até a Sanesul para questionar o nome do funcionário, mas foi informado que a empresa que presta o serviço de corte e religamento d’água, é uma empresa terceirizada que funciona em outro local e a empresa terceirizada apenas recebe a demanda e lança no sistema o que foi realizado no dia, mas que procurasse a tal empreiteira para conversar com o encarregado do funcionário que realizou o corte.

Depois de sair da empresa de saneamento, o denunciante foi até a 1ª Delegacia de Polícia Civil, onde realizou o registro do boletim de ocorrência por dano. Procuramos a direção da Sanesul para saber o posicionamento da empresa e a versão do prestador de serviço e fomos informados que o funcionário pertencente à empresa Sanegrande, prestadora de serviços para à Sanesul, foi procurado pela empresa para esclarecer o ocorrido e que a versão dele, era diferente da registrada pelo morador da Rua Evaristo de Almeida, e por ser relatos conflitantes a empresa zela pela prudência e irá esperar à acareação da Polícia Civil que está investigando o caso.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews