RÁDIOS
Três Lagoas, 15 de julho

INSS muda regras de aposentadoria para microempreendedores individuais e autônomos

Recolhimentos só entrarão no cálculo do tempo de contribuição na qualidade de segurado

Por Redação
26/11/2021 • 15h13
Compartilhar

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)  mudou as regras para aposentadoria de trabalhadores autônomos e microempreendedores individuais. A partir de agora, os recolhimentos pagos em atraso por trabalhadores autônomos, domésticos e microempreendedores individuais só entrarão no cálculo do tempo mínimo de contribuição se eles estiverem na qualidade de segurado, isto é, contribuindo com a Previdência.

Antes, a medida só valia para contribuições pagas em atraso a partir do dia 1º de julho de 2020 por profissionais que queriam se aposentar com a regra do pedágio de 50%, ou seja, aquela pessoa que estava perto de se aposentar, até que veio a alteração na lei, aumentando o tempo mínimo de tempo de contribuição para conseguir o benefício. A mudança se aplica a todos requerimentos de benefícios pendentes de análise, independentemente da data do recolhimento.

Na prática, os pagamentos ainda podem ser realizados, mas se o contribuinte perdeu a qualidade de segurado, o acerto não será contabilizado para a aposentadoria por tempo de contribuição.

JPNEWS: BANNER FAMÍLIA É TUDO 14.05 A 23.12.2024
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Também não serão válidas as contribuições feitas em atraso pelo autônomo que já tiver cumprido todos os requisitos da aposentadoria ou que já tiver morrido. Para quem estiver atrasado em um tempo mínimo, será possível usar o site do INSS, o Instituto Nacional do Seguro Social como caminho para gerar Guia da Previdência Social, ou agendar um atendimento em uma agência através do site Meu INSS. Estando nessa situação, o contribuinte deverá ir a uma agência do instituto para poder comprovar o tempo de serviço, atualizando o tempo de arrecadação. Vale lembrar que não contribuir mensalmente com o INSS, Instituto Nacional do Seguro Social pode gerar dores de cabeça no futuro.

Quem tem contribuições atrasadas pode acertar as contas e garantir o período trabalhado no cálculo da aposentadoria.

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de JPNews Três Lagoas