RÁDIOS
Campo Grande, 22 de junho

Aos 41 anos, morre o cantor sertanejo João Carreiro

Artista teve complicações durante uma cirurgia cardíaca; velório em Campo Grande será curto e enterro vai ser realizado em Mato Grosso, onde moram os familiares

Por Lígia Sabka
04/01/2024 • 00h30
Compartilhar

O cantor sertanejo João Carreiro, de 41 anos, morreu na noite dessa quarta-feira (3), em Campo Grande, após passar por uma cirurgia cardíaca para implante de uma válvula no coração. O procedimento havia sido agendado para corrigir um prolapso na válvula mitral,  a anormalidade cardíaca valvar mais comum, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia.

Nessa condição, a válvula do coração não fecha adequadamente, permitindo que o sangue vaze de volta para a câmara superior do coração. Popularmente, o problema é conhecido como 'sopro no coração' e, cientificamente, como Síndrome de Barlow,  afetando entre 5 e 10% da população mundial.

Antes da cirurgia, João Carreiro gravou um vídeo para os fãs esclarecendo que ficaria afastado por alguns dias para cuidar da saúde. Por volta das 8h da manhã desta quarta-feira, a esposa do artista, Francine Caroline, informou pelas redes sociais o momento em que ele entrou para o centro cirúrgico. "Assim que ele sair, a previsão é para sair a partir das 13h, eu aviso aqui", disse Francine agradecendo as mensagens de apoio e orações.

No meio da tarde, em nova postagem, Francine informou que "o coração dele já está funcionando sozinho, com a nova válvula" e que a equipe médica ainda levaria cerca de duas horas para concluir o procedimento. Mas, passado esse prazo, um pedido de Francine revelava que o estado de saúde havia se agravado.

"Orem pela vida dele. Pelo amor de Deus", escreveu a companheira de João Carreiro. A confirmação da morte do cantor veio pelas redes sociais de amigos próximos, no meio da noite. 

O artista

João Carreiro era dono de uma voz potente. Cantor e compositor, dominava a viola e, além do talento, conquistava o público também pela simplicidade e humildade. 

De 2000 a 2014, João Carreiro fez dupla com Capataz e teve o sucesso Bruto, Rústico e Sistemático tema da novela "Paraíso”, na Rede Globo. Em carreira solo, ganhou ainda mais notoriedade com a música O Bagulho é Louco, Mano, que já soma 18 milhões de visualizações no YouTube, segunda maior visualização no canal do artista. Outro sucesso, com 20 milhões de visualizações é Volta Pro Meu Coração, O Que Essa Moça Fez Aqui.

Recentemente lançou álbum com a dupla Jads e Jadson, com quem dividia o palco em várias apresentações.

Há 10 dias publicou o último trabalho Meu Avô (No Quintal de Casa), música feita em homenagem a quem lhe deu a primeira viola. João Carreiro chegou a declarar que o avô foi o responsável por ele ter entrado para o meio musical e era sua grande inspiração.

O último show do sertanejo foi no interior de Mato Grosso, estado onde nasceu. João era natural de Cuiabá mas morava em Mato Grosso do Sul. No perfil oficial publicou: "Galera de Pedra Preta-MT, obrigado pelo carinho, passar a virada do ano perto dos meus familiares não tem preço".

Em Mato Grosso do Sul a última apresentacão foi em Sete Quedas, no dia 30 de dezembro.

Despedida

O velório será realizado na Câmara Municipal de Campo Grande das 7h às 9h da manhã desta quinta-feira(4). Após, o corpo do artista será trasladado para Cuiabá-MT, onde será enterrado.

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande