RÁDIOS
Campo Grande, 14 de abril

Chuva no Pantanal ajuda a controlar os incêndios

Equipes mantém trabalho de rescaldo e monitoramento nas áreas atingidas pelo fogo

Por Redação CBN-CG
20/11/2023 • 17h00
Compartilhar

Pela primeira vez, em semanas, as equipes que atuam no combate aos incêndios na região pantaneira comemoram a mudança na estratégia de trabalho. Agora, os militares, brigadistas e trabalhadores rurais se concentram nas ações de rescaldo e monitoramento das áreas.

As últimas imagens de satélite não apontam novos focos de incêndio no pantanal sul-mato-grossense. Além dos trabalhos das equipes por terra e pelo ar, a tão esperada chuva chegou à região e amenizou a situação.

De acordo com o Corpo de Bombeiros 72 militares continuam nas áreas queimadas em MS, já que a previsão é que as altas temperaturas ainda continuem nos próximos dias.

CBN: BANNER 02 KAMPAI 11.04 A 30.04.2024 DIAS PARES
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Ainda não é uma situação tranquila [...] com a ocorrência de chuva, também aumenta a incidência de raios, que é uma das causas naturais dos incêndios florestais", comentou o coordenador do PrevFogo/Ibama, Márcio Yule.

Com o controle das chamas e extinção de parte dos incêndios, será possível contabilizar os prejuízos, principalmente sobre a fauna pantaneira ou encontrar animais que tenham sobrevivido às chamas e que precisam de algum tipo de assistência, principalmente alimentar.
 
A coordenadora Operacional do Grupo de Resgate Técnico Animal (Gretap/MS), Paula Helena Santa Rita, médica veterinária da Universidade Católica Dom Bosco, explica que o próximo passo "é acompanhar, junto com a Polícia Militar Ambiental, monitar as áreas, com o uso de vários recursos, desde a observação direta em diferentes períodos, até o uso de armadilhas fotográficas. Os biólogos da equipe também avaliam o contexto do ambiente e a partir daí determinamos se haverá a necessidade do aporte nutricional básico, que é o fornecimento de alimentos para os animais daquela área, ou de ração, ou de frutas, ou de proteína, dependendo do animal que ali se encontra", explicou a coordenadora.

 

 

 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande