RÁDIOS
Campo Grande, 26 de junho

Especialista fala sobre tipos de distúrbios da tireóide

Dia internacional debate a importância do tratamento para melhorar sintomas

Por Thais Cintra
25/05/2022 • 15h30
Compartilhar

Pesquisa divulgada pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostra que até o fim deste ano, mais de 13 mil novos casos de câncer de tireoide devem ser diagnosticados no Brasil. A estimativa, focada no triênio de 2020 a 2022, mostra que as mulheres representem a maioria dos casos registrados. É importante destacar que existem tipos diferentes de distúrbios, e que os sintomas variam de acordo com cada especificidade. Dra. Cristina Schreiber, endocrinologista do Sabin Medicina Diagnóstica, explica as causas. 

"O hipotireoidismo é quando a tireóide não está funcionando 100%, ou seja, ela não consegue produzir todo o hormônio que aquele indivíduo necessita. Neste caso, normalmente nós temos que repor com hormônio tireoidiano e fazer a correção do TSH, avaliado pelo médico periodicamente e segue ajustando a dose hormonal que o paciente vai utilizar com comprimido", analisa. 

Já no caso do hipertireoidismo o que aconetece é uma hiperfuncionalidade da tireóide, que produz mais hormônio do que deveria. "Neste caso, utilizamos drogas que bloqueiam a ação no corpo, para que ele não venha produzir frequência cardíaca elevada, palpitações, sudorese, emagrecimento, ansiedade, diarreia, que são sintomas do hipertireoidismo e que tanto atrapalham a vida do paciente", reforça a médica. 

TODAS AS PRAÇAS: BANNER FORUM CBN
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Conforme o levantamento do Inca, exames de ultrassom de tireoide cresceram cerca de 30% na rede pública entre 2020 e 2021. A artesã Débora de Carvalho (47) descobriu o hipotireoidismo há quase 20 anos e mesmo sem ser diagnósticada com nódulos cancerígenos, sofreu com os sintomas.

 “Fui fazer um regime num médico meio doido que me deu uns remédios e já tinha alterado a tireóide, mas ele dizia que era pouquinho, que era normal. Uma das coisas que a tireóide traz quando está muito desregulada é a queda de cabelo, a unha quebradiça e com a gordura em excesso no corpo, não tinha ânimo pra fazer nada, cansava muito, mas depois que você vai regulando com a alimentação e diminuindo o peso, é outra coisa”, explica

Lembrando que o tratamento para os distúrbios da tireoide vai depender das causas da doença em cada paciente e deve ser iniciado assim que o problema for diagnosticado. O diagnóstico precoce aumenta a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com taxas de sucesso mais satisfatórias.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Mais de CBN Campo Grande